Dicas de Gestão

KPIs do RH: 5 métricas importantes para medir a eficácia do departamento de RH

Qualquer empresa sonha em ter uma performance em alta, certo? Para isso é preciso estabelecer os KPIs (indicadores-chave) que revelarão o real desempenho das áreas do negócio, para que a empresa possa verificar quais áreas estão com uma performance satisfatória e quais precisam ser melhoradas. Na área de recursos humanos (RH), por exemplo, não é diferente. Quer saber quais são os principais KPIs do RH? Acompanhe:

5 principais KPIs do RH

Turnover

Turnover é um termo da língua inglesa que significa rotatividade. No RH, é uma métrica que revela a quantidade de entradas e saídas de colaboradores em um determinado espaço de tempo.

Uma alta taxa de turnover pode revelar que a sua empresa não está fornecendo um ambiente de trabalho adequado – seja no clima, nos benefícios ou no salário – e por isso a taxa de permanência dos colaboradores é tão pequena.

Um turnover em alta também pode significar que o RH está falhando no processo de gestão de talentos e não está recrutando as pessoas com os perfis adequados para a empresa.

O turnover custa caro para uma organização, pois além de gastar com rescisões, a empresa também precisa realizar novos processos de seleção e paralisar a produção enquanto novos colaboradores não são contratados.

Clima organizacional

Clima organizacional é a qualidade do ambiente de trabalho, percebida pelos colaboradores da empresa.

Para verificar se esse clima é agradável (ou não) o RH deve realizar uma pesquisa de clima organizacional.

O resultado dessa pesquisa de clima deve ser um dos KPIs mais importantes do RH, pois revela se o ambiente de trabalho é percebido como agradável por parte dos colaboradores.

Essa pesquisa pode revelar:

  • Se há uma clareza de objetivos por parte das lideranças.
  • Se o relacionamento entre membros da mesma equipe é saudável.
  • Se o colaborador considera que a empresa tem uma estrutura física adequada.
  • Entre outros.

Quando a pesquisa de clima revela uma percepção de ambiente ruim por parte dos colaboradores, cabe ao RH tomar as medidas necessárias para reverter esse cenário.

Absenteísmo

Essa palavra complicada e grande é um dos maiores pesadelos de um departamento de recursos humanos.

É um termo de origem latina que significa “ausência”. Para o RH, nada mais é do que um KPI que indica a taxa de ausência no ambiente de trabalho por parte dos colaboradores.

Essa ausência pode ser justificada (por motivo de saúde ou problemas pessoais) ou injustificada.

Quando ela é justificada, o RH deve procurar entender como pode auxiliar o colaborador para que ele volte para sua rotina de trabalho normal. Por isso, é comum que as empresas ofereçam benefícios como auxílio medicamentos e plano de saúde para evitar o absenteísmo por motivos de saúde.

Quando a ausência não é justificada, o absenteísmo pode revelar desmotivação ou abandono do posto do trabalho, virando outro problema sobre o qual já conversamos anteriormente: turnover.

O absenteísmo também serve para indicar atrasos ou falta do cumprimento da carga horária de trabalho planejada.

Acidentes de trabalho

Segundo dados da Organização Internacional do Trabalho, a cada 15 segundos, 160 trabalhadores são vítimas de acidentes relacionados ao trabalho ao redor do mundo.

Em empresas que trabalham com produção braçal ou transporte de cargas, por exemplo, um dos papéis mais importantes do RH é capacitar os colaboradores para saberem como proceder em caso de acidentes de trabalho e mais importante ainda: para evita-los.

Por isso, um indicador muito importante para medir o sucesso do seu RH é a quantidade de dias sem acidente de trabalho.

Indicadores de Treinamento e Desenvolvimento (T&D)

Um dos papéis mais importantes do RH é treinar e desenvolver colaboradores para a organização.

Porém, essa é uma prática que envolve muitos custos e tempo, por isso é muito importante comprovar a eficácia das práticas de treinamento e desenvolvimento.

E como fazer isso?

Uma das alternativas para o RH é acompanhar a aprendizagem dos colaboradores através de uma plataforma de treinamento online, que pode inclusive ajudar a diminuir o custo e o tempo despendido nas práticas de T&D.

Uma plataforma desse tipo pode fornecer alguns dados muito importantes, como: horas despendidas por colaborador no treinamento, gestão das competências de cada perfil profissional, progresso dos colaboradores em cada trilha de aprendizagem, e muito mais.

O Twygo, nossa plataforma de treinamento online, pode te ajudar com essa métrica e muitas outas. Ele pode: auxiliar na capacitação para prevenção de acidentes no trabalho, auxiliar na melhora do clima organizacional, e muito mais. Contate o Twygo para saber mais!

Guestpost by Twygo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *