Dicas de Gestão

Tecnologia em escritórios de contabilidade: o que tem mudado?

Tecnologia em escritórios de contabilidade: o que tem mudado?

Você já parou para pensar em como era um escritório de contabilidade há uns 50 anos atrás? Certamente, não tem qualquer relação com a realidade atual. A tecnologia em escritórios de contabilidade mudou a forma como os contadores se relacionam e prestam serviço aos seus clientes. Você pode imaginar o vai e vem dos office boys entre o escritório do cliente e do contador, levando e trazendo documentos para lá e para cá? É bem verdade que já tinham inventado o aparelho de fax símile. Você colocava o documento do lado de cá e o seu interlocutor ficava aguardando do outro lado. Isso é o de menos, se pararmos para pensar em como eram feitas as escriturações, com preenchimento manual de livros fiscais, lançamentos contábeis e elaboração de demonstrativos. Para os contadores, era muito trabalho, exposição permanente a erros e demorados processos de conciliação. Sem contar com a velha máquina de escrever, que quando você errava dava uma trabalheira danada para corrigir. Fora a maquininha de somar, que você errava um número e já era. A soma dava errada, os números não batiam e tinha que começar tudo de novo. Como consequência, não se pode dizer que a produtividade de um escritório de contabilidade fosse algo exemplar, por maior que fosse a perícia do contador. O que havia de mais avançado era o sistema de planilhas chamado Lotus 123. Era o máximo de automação possível nos escritórios de contabilidade.

O salto da tecnologia

A partir da década de 90, principalmente, os softwares de gestão empresarial começaram a ganhar força no Brasil. As empresas de pequeno, médio e longo prazo receberam soluções em TI que permitiam uma visão ampla do negócio, por meio de relatórios gerenciais. O trâmite de papéis diminuiu, assim como a necessidade de recursos humanos envolvidos nos processos administrativos, permitindo que as empresas pudessem alocá-los em suas atividades fim.

As decisões se tornaram mais ágeis e até a vida dos contadores foi facilitada, já que a maioria desses softwares tinham módulos contábeis. Ao mesmo tempo, os escritórios de contabilidade ganharam ferramentas específicas para os registros e emissão de relatórios contábeis. Automação de um lado e de outro, o ganho de produtividade era natural.

A partir do início do século XXI as soluções tecnológicas passaram a evoluir em ritmo vertiginoso. Com a difusão da internet como ferramenta de negócios, a transmissão de dados ganhou uma nova dinâmica. Os Office boys estavam com os dias contados.

Atualmente, vivemos a era dos softwares em nuvem e da integração de sistemas. Agora, o desafio é integrar as diversas fontes de informações estratégicas, de softwares a feeds de notícia em uma única ferramenta. Já nos deparamos com soluções que permitem controlar fluxos financeiros diversos de forma centralizada.

A lógica está se invertendo. Agora não é mais o gestor que busca a informação, mas o contrário. Estamos na era da informação em tempo real. Competir não é mais só ter a melhor proposta de valor para os clientes. Agora é preciso ter agilidade para tomar decisões.

Tecnologia e escritórios de contabilidade competitivos

Se você é contador, já deve ter percebido que tecnologia e competitividade andam juntos. Um escritório de contabilidade compete com outros escritórios. Ainda que competir por preço não seja a melhor das estratégias, por vezes ela se torna inevitável. Afinal, os clientes querem o melhor serviço pelo menor custo. A boa notícia é que isso é plenamente possível. A partir do momento em que você tem maior produtividade, pode atender a mais clientes e, com isso, entregar preços competitivos.

Em se tratando de contabilidade, nos dias atuais, agilidade na prestação de serviços contábeis é uma forma de gerar valor para o cliente. Quanto aos preços, uma operação enxuta e ágil, aliada à produtividade, garante redução dos custos e a possibilidade de ser competitivo.

O que temos de mudança atualmente?

A nova mudança, que já nem é tão nova assim, no universo organizacional são os softwares online. A vantagem desse tipo de software é que ele permite integrar pessoas em lugares diferentes. Gestores, vendedores e pessoal administrativo podem compartilhar as mesmas informações estando ou não no escritório.

Graças às novas tecnologias de transmissão de dados é possível integrar softwares. A partir desse salto, o novo modelo de negócios envolvendo escritórios de contabilidade e seus clientes é o da integração total e transmissão remota. Por meio da integração contábil é possível que o contador tenha acesso e captura remota não só dos relatórios financeiros, mas também dos documentos fiscais.

A partir desse recurso, além da redução a quase zero do risco de erros, o trabalho do contador se tornou ainda mais ágil. Os dados do cliente são capturados e já absorvidos pelo software contábil. Com isso, temos um cenário em que os demonstrativos contábeis podem ser produzidos quase em tempo real. Isso significa, para os escritórios de contabilidade, mais produtividade, menos custos e mais clientes.

Um artigo by GestãoClick

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *