Dicas de Gestão

Como é que a sua empresa pode usar o big data para ser mais competitiva?

Como é que a sua empresa pode usar o big data para ser mais competitiva?

Dados, dados e mais dados: é assim a vida de um gestor atualmente. A cada dia que passa, produzimos mais informação e torna-se cada vez mais difícil lidar com tantos dados. Se as empresas não conseguirem extrair informação fidedigna dos dados que geram diariamente, eles perdem o seu propósito. Só com informação correta e atualizada é que as empresas serão capazes de tomar as decisões mais acertadas para o futuro do negócio. Neste artigo, vamos perceber como é que a sua empresa pode usar o big data para ser mais competitiva!

Analisar o negócio em tempo real para a obtenção de insights em tempo útil

informação cresce a um ritmo muito acelerado, o que torna cada vez mais difícil a sua análise. A solução indicada é analisar os dados em tempo real para tirar o máximo partido da informação. Produtos como o Multipeers permitem analisar a cada segundo o que se está a passar com o negócio. Desta forma, é possível tirar o máximo partido dos dados para tomar as melhores decisões para o negócio. Aliar a grande quantidade de dados gerada nas empresas a uma análise em tempo real permite obter insights essenciais para o sucesso dos negócios.

Melhor recolha dos dados

Os dados surgem dos mais diversos canais e através do Big Data é possível centraliza-los e agrupá-los por afinidades. É possível estar mais perto do cliente através da recolha de dados por meio de questionários, aplicações, cartões de fidelidade, entre outros instrumentos. Os dados recolhidos são essenciais para que se possa fazer um planeamento assertivo das ações de marketing e comunicação.

Utilize o grande volume de dados na gestão de RH

Muitas empresas enfrentam o desafio de verem as suas equipas mudar várias vezes num curto período de tempo. Sem perceberem porquê, não são capazes de reter os melhores talentos, o que faz com que exista pouca estabilidade. Através da análise dos dados, é possível conhecer melhor cada colaborador e contribuir para que ele se sinta bem no local de trabalho, evitando assim a sua saída. É importante conhecer as motivações, desejos a longo prazo e opiniões dos colaboradores, pois só assim os cargos de gestão conseguirão criar um ambiente agradável e onde cada colaborador se sinta bem. O Big Data na gestão de recursos humanos é um fator essencial para encontrar as pessoas certas para as funções certas. Por exemplo, através do Big Data é possível descobrir se as pessoas que têm uma experiência de trabalho interessante são ou não mais propensas a ficar na empresa por longos períodos de tempo ou se a duração das experiências anteriores tem impacto no desempenho da atual função. Com base nestes resultados, a empresa pode concentrar-se em fatores mais relevantes no momento de recrutar.

 

Tipos de análise de Big Data que irão beneficiar o seu negócio

Análise descritiva

Este tipo de Data Analytics responde à questão “o que está a acontecer agora?”. Através da resposta, as empresas podem analisar os dados sobre perdas de clientes, valores de vendas de um determinado produto e resultado de campanhas lançadas. A análise descritiva permite que se tomem decisões imediatas com um elevado nível de segurança, visto que a análise é feita com base em dados concretos e atuais. A informação proveniente deste tipo de análise é por norma exibida em gráficos e tabelas, o que permite que o gestor tenha uma visão global dos processos monitorizados.

Análise preditiva

A análise preditiva é uma forma avançada de Data Analytics que tem como objetivo responder à questão “o que vai acontecer?”. É um tipo de análise que faz previsões através de probabilidades. Esta análise é possível graças a técnicas como análise de regressão e progressão, correspondência de padrões e diversos tipos de estatística. Este tipo de Data Analytics é muito utilizado em empresas do mercado de ações e investimentos.

Análise diagnóstica

A análise diagnóstica vai explicar-nos porque é que determinada coisa aconteceu. Este tipo de análise vai relacionar todos dados e informações disponíveis, de modo a encontrar padrões de comportamento que possam explicar os resultados. É uma análise importante para encontrar problemas e sobretudo para evitar repeti-los no futuro.

Análise prescritiva

A análise prescritiva é a análise da adivinhação. Responde à pergunta “o que poderá acontecer se tomarmos esta medida?”. Este tipo de análise é muito importante sobretudo na área de vendas. Por exemplo, se pensarmos em dar 15% de desconto no próximo mês no produto menos vendido da empresa, a probabilidade de aumentarmos as vendas é de 40%. A análise prescritiva levanta hipóteses sobre possíveis resultados das ações tomadas pela empresa. É uma análise essencial para os gestores, pois ajuda-os a avaliar da melhor forma a escolha de determinada estratégia para resolver algum problema.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *