O que os KPI's podem fazer pela gestão de uma empresa?

O que os KPI’s podem fazer pela gestão de uma empresa?

Posted Leave a commentPosted in Definição de métricas de negócio

Ter KPI’s definidos é essencial para o bom desempenho de uma empresa. Os KPI’s são os indicadores-chave de desempenho que nos indicam em que estado o negócio se encontra e quão longe (ou perto) estamos de cumprir os objetivos estabelecidos. Com base nos indicadores e no desempenho da empresa, os gestores podem tomar decisões mais assertivas e mais informadas. As ferramentas BAM como o Multipeers permitem acompanhar os KPI’s de forma contínua e em tempo real. Analisar o desempenho de forma constante garante que se dedique uma maior atenção ao cumprimento dos objetivos, aumentando efetivamente o grau de atingimento dos mesmos. O acompanhamento contínuo do desempenho assume um papel de grande relevância no planeamento e posterior controlo, pois fornece informações sobre processos desenvolvidos pela organização. A eficácia de qualquer estratégia de controlo depende em grande medida da correta adequação das métricas de desempenho desenvolvidas e dos KPI’s. No artigo de hoje, vamos perceber o que é que os KPI’s podem fazer pela gestão de uma empresa!

Conhecimento claro sobre a estratégia empresarial

É fundamental que cada colaborador da empresa ou organização conheça os seus KPI’s e que estes sejam atualizados com alguma frequência. “Se não soubermos para onde vamos, qualquer caminho serve”: o mesmo se aplica nas empresas. Se não tivermos consciência dos resultados que devemos atingir com o nosso trabalho, poderemos fazer qualquer coisa, e isso possivelmente não estará em linha com os objetivos gerais da organização. Definir os indicadores de cada colaborador e fazer a ligação com o sistema de monitorização é essencial para que se obtenha uma visão global e integrada do estado da empresa e do desempenho de cada um. É importante ainda referir que cada colaborador deve ter acesso apenas aos indicadores importantes para a prossecução do seu trabalho, de modo a ter um dia-a-dia mais focado e organizado.

Permitem avaliar a empresa de forma quantitativa

Os KPI’s permitem que se obtenham resultados mensuráveis. E isso é muito importante numa empresa, pois os números não mentem! Não basta ter um conhecimento subjetivo sobre os resultados da empresa. É preciso que conhecer de forma objetiva os verdadeiros valores da organização. Através da análise dos KPI’s é possível redefinir estratégias e alterar o que não está a dar resultados positivos. É essencial que os KPI’s sejam avaliados de forma frequente, pois só deste modo é que poderão ter um impacto significativo na vida da empresa.

Aumentam a performance do departamento de vendas

Quando são bem definidos e implementados, os KPI’s ajudam a impulsionar as vendas. Quando existem objetivos definidos e recompensas associadas à sua concretização, a tendência é que os colaboradores se esforcem mais ainda para atingir as metas estabelecidas. Cria-se assim uma concorrência saudável entre os diferentes vendedores e no final a empresa sai a ganhar com o aumento das vendas!

Tornam a tomada de decisão mais eficiente

Os KPI’s fornecem muita informação sobre a empresa e nessa medida tornam a tomada de decisão mais eficiente e mais fácil. Os gestores queixam-se frequentemente da falta de informação sobre a empresa para poderem decidir de forma consciente e estes indicadores de desempenho ganham um papel de destaque no momento de tomar decisões sobre o futuro da empresa. Os gestores só conseguem tomar decisões assertivas e acertadas se tiverem um total conhecimento sobre a realidade empresarial. E nada melhor que KPI’s para fornecer todo esse conhecimento.

Melhoram o cumprimento dos objetivos

Analisar o desempenho de uma empresa de forma constante garante que se dedique uma maior atenção ao cumprimento dos objetivos. Um processo eficiente deve ser planeado e controlado. O acompanhamento contínuo do desempenho assume um papel de grande relevância no planeamento e posterior controlo, pois fornece informações sobre processos desenvolvidos pela organização. A eficácia de qualquer estratégia de controlo depende em grande medida da correta adequação das métricas de desempenho desenvolvidas e dos KPI’s.

 

Definir indicadores de negócio de modo consciente é fundamental para se conseguir analisar o negócio objetivamente. É essencial que os indicadores analisados mostrem aos gestores o caminho a seguir, de modo a corrigirem-se erros e a aplicarem-se novas estratégias. Os KPI’s devem ser simples, para que toda a equipa seja capaz de compreendê-los. Se complicar muito um KPI, corre o risco de não conseguir extrair qualquer informação útil da sua análise. Se os colaboradores não entenderem o indicador podem ficar desmotivados, o que prejudica todo o desempenho da empresa. Um KPI deve ser analisado com frequência pois só com um acompanhamento constante é possível entender se estamos executar corretamente a estratégia da empresa e a gerar valor com a nossa atividade. Deve optar sempre por indicadores que podem ser medidos facilmente e de forma frequente, para que possa tomar decisões no dia-a-dia com base em informação fiável e atualizada. Por fim, é importante referir que nem todos os indicadores servem para todas as empresas. Há indicadores que se adequam a um tipo de negócio, mas que não fazem qualquer sentido noutras áreas de atividade. Definir indicadores sem sentido ou utilidade apenas vai criar ruído prejudicial à performance dos colaboradores e isso terá um impacto negativo nos resultados finais da empresa.

 

Os melhores KPI's de recursos humanos que a sua empresa pode ter

Os melhores KPI’s de recursos humanos que a sua empresa pode ter

Posted Leave a commentPosted in Definição de métricas de negócio

Sem as pessoas as empresas não são nada, e o público interno é um dos mais importantes nas organizações, uma vez que é este que faz as empresas crescerem e evoluírem. People Analytics é o processo de recolha, organização e análise de dados sobre o comportamento dos colaboradores, com o intuito de contribuir para as decisões tomadas na empresa, antecipando tendências e ajustando estratégias. Este termo é cada vez mais importante para as empresas e prevê-se que nos próximos tempos ganhe uma importância crescent, o que significa que cada vez mais existem dados sobre os colaboradores e existe uma necessidade de fazer algo de útil com esses dados. Os KPI’s ajudam-nos a trabalhar a informação e a obter insights importantes para a tomada de decisão. No artigo de hoje, apresentamos os melhores KPI’s de recursos humanos que a sua empresa pode ter!

Índice de rotatividade

Indica a quantidade de colaboradores que saem e que entram na empresa, durante um determinado período. Para a empresa, é melhor que este índice seja o mais baixo possível, pois significa que há retenção de talento. Um índice elevado pode indicar uma baixa atratividade da empresa em relação à concorrência.

Absentismo

O absentismo mede as taxas de ausência dos colaboradores e indica os reais motivos das faltas ou atrasos. O absentismo pode estar ligado a más condições de trabalho, como a ergonomia na empresa ou mau ambiente na equipa.

Custos de rotatividade

Para calcular este indicador é preciso inserir todas as despesas de pagamento das rescisões contratuais e somar todos os custos legais e processuais. Também é preciso acrescentar os gastos com a reposição do profissional que foi embora, além do investimento em formação.

Relação horas extras e horas trabalhadas

Este indicador está ligado ao conceito de produtividade e demonstra a relação entre a quantidade de horas extras (pagas ou utilizadas para o banco de horas) e as horas trabalhadas. É um indicador importante para analisar a sobrecarga, capacidade operacional e alocação de mão de obra.

Índice de satisfação dos colaboradores

Este índice é calculado mediante a recolha de opiniões por parte dos colaboradores, que podem responder a inquéritos onde revelem o seu grau de satisfação numa escala numérica. Quando mais alto for este nível, melhor será a atuação da área de recursos humanos e maior é a motivação dos colaboradores para trabalhar.

Custo médio por colaborador

Este indicador mostra-nos quanto nos custa, em média, cada colaborador da empresa. É obtido após somar todas as despesas com o pessoal (salário, subsídio de alimentação, subsídios de férias e de Natal, contribuições para o Estado, entre outras despesas) e dividir pelo número total de colaboradores da empresa.