5 Dicas para implementar a transformação digital de forma correta

5 Dicas para implementar a transformação digital de forma correta

Posted Leave a commentPosted in Dicas de Gestão

A transformação digital nas empresas é cada vez mais uma necessidade e já não é encarada apenas como uma moda. Hoje em dia, uma empresa que não existe online é quase como se não existisse e é facilmente ultrapassada pela concorrência. As tecnologias digitais redefiniram a forma das empresas fazerem negócios, alteraram o modo como nos relacionamos com os clientes e a forma de comunicar. Uma pesquisa da Forrester revela que os empresários das grandes empresas esperam que 47% do total de vendas seja influenciado pelos meios digitais em 2020. No artigo de hoje, deixamos-lhe 5 dicas para implementar a transformação digital de forma correta!

Redefina o seu negócio

A transformação digital é muito mais do que incluir tecnologia em todos os processos da empresa. A transformação digital é uma mudança que afeta todas as áreas do negócio e que exige uma mudança cultural, que apenas se conseguirá se os colaboradores estiverem dispostos a mudar. É importante analisar o mercado da sua empresa e definir uma estratégia para o futuro, identificando potenciais ameaças e oportunidades, adaptando toda a atuação da empresa.

Envolva toda a equipa

Mesmo que exista um responsável pelo processo da transformação digital, é muito importante que envolva todos os colaboradores nesta mudança, pois só assim terá o seu apoio e comprometimento. A comunicação entre todos os departamentos é essencial para que a transformação digital seja implementada de forma correta.

Mantenha-se atualizado

Quando uma empresa decide investir na transformação digital, deve estar ciente de que é necessário estar constantemente atualizado sobre as tendências e novidades tecnológicas. A inteligência artificial é a maior tendência para os próximos anos, segundo um estudo do Gartner divulgado em 2016. Acredita-se que cada vez mais o relacionamento com o cliente através de meios digitais será feito com recurso a chatbots. A utilização do armazenamento na Cloud é outra grande tendência. Segundo uma pesquisa feita pelo IDC, até 2020 cerca de 67% das despesas de software estarão relacionadas com ferramentas de armazenamento na nuvem.

Tenha ajuda de especialistas

A mudança de um paradigma analógico para um paradigma digital pode ser bastante complexa para empresas que não têm a experiência necessária. Nestas situações, é aconselhável contratar apoio externo. As empresas especializadas têm uma maior experiência e mais conhecimento técnico sobre o assunto e estarão mais preparadas para enfrentar os desafios que surgiram pelo caminho. Contudo, é preciso avaliar os custos: adotar uma solução pronta a usar certamente custará menos do que desenvolver a ferramenta internamente. No entanto, é fundamental conhecer todas as necessidades da empresa, pois as soluções existentes podem não ser capazes de responder a todas as exigências da sua empresa.

Trabalhe sempre com objetivos

Seguir a tendência do mercado é muito positivo, mas pode ser prejudicial caso não saiba quais são os objetivos que o seu negócio tem com a adoção da transformação digital. É importante que conheça bem os seus objetivos e que estes sejam específicos, realistas e mensuráveis, pois só assim poderão ser alcançados. A transformação digital pode ajudá-lo a alcançar os mais diversos objetivos: conquistar novos clientes, fidelizar atuais clientes, otimizar a performance das equipas, entre outros.

Máquinas vs Humanos: inimigos ou bons aliados?

Máquinas vs Humanos: inimigos ou bons aliados?

Posted Leave a commentPosted in Tecnologia e Gestão

O atendimento ao cliente está cada vez mais automatizado. Isso acontece devido à crescente exigência dos consumidores, que procuram respostas cada vez mais rápidas e eficientes. O mundo empresarial, nos próximos anos, terá uma maior dependência das máquinas e isso faz com que muitas pessoas olhem para elas com desconfiança e medo. Mas será que máquinas e humanos são inimigos ou podem ser bons aliados?

Máquinas vs Humanos

Um estudo realizado pela Gartner concluiu que até 2020, 85% das vezes que os consumidores se vão relacionar com as empresas será sem qualquer intervenção humana. Contudo, não devemos pensar que as máquinas vão dominar o mundo e acabar com a interação humana. Na verdade, o que este dado significa é que os seres humanos passarão a ter cada vez mais controlo sobre a tecnologia, usando-a de uma maneira mais inteligente e libertando os colaboradores das tarefas burocráticas e repetitivas.

O que muda nos principais setores

Medicina

Nos Estados Unidos, 98% das cirurgias à próstata são feitas com ajuda de robots. Podemos dizer que os computadores tornam o trabalho dos profissionais de saúde mais eficiente, diminuindo a duração das cirurgias e reduzindo drasticamente o risco de erro. Estima-se que em 2018 a área de tecnologia em saúde criará 35 000 novos empregos.

Educação

As aulas à distância são já uma realidade em muitos países. Atualmente, existem professores-robots que são capazes de dar aulas e corrigir testes. Existem mil robots deste tipo em todo o Mundo. Os alunos exigem que a educação esteja adaptada à realidade que eles conhecem e essa realidade é tecnológica. Assim, o ensino à distância será cada vez mais a forma preferencial de aprender.

Bancos

A influência das máquinas no setor da Banca relaciona-se sobretudo com a possibilidade de cada utilizador poder aceder à sua conta em qualquer lugar do Mundo. Em 2012 houve uma queda de 84% na criação de empregos no setor bancário em relação ao ano anterior. A tecnologia de facto diminuiu a necessidade de profissionais, como os operadores de caixa. Por outro lado, aumentou a necessidade de profissionais de TI.

Agropecuária

Este é um dos setores mais afetados pela entrada das novas tecnologias. No campo, aas máquinas para irrigação e colheita aumentam muito a produtividade. A substituição de homens por máquinas neste setor é uma realidade. Contudo, também aqui é necessária a existência de bons profissionais de TI, o que prova que se por um lado as máquinas substituem o trabalho humano, por outro criam novas necessidades.

Marketing e vendas

O fácil acesso à Internet e o uso cada vez maior das redes sociais mudaram o modo como as pessoas encaram o consumo. A nível de vendas, é cada vez mais fácil consumir. As pessoas conseguem comprar produtos de todo o Mundo a partir de um telemóvel. A experiência do utilizador tem evoluído muito neste setor, pois agora é possível as pessoas “experimentarem” roupa à distância, para perceberem se gostam de uma peça ou não. A nível do marketing, a automatização permite que as campanhas promocionais sejam cada vez mais direcionadas às necessidades específicas de cada cidadão, o que melhora bastante a sua experiência.

 

Máquinas e humanos não têm que ser inimigos. Na verdade, quando a tecnologia é bem utilizada, quem sai a ganhar é o Homem. O mundo tem evoluído a um ritmo alucinante e os cidadãos precisam de se manterem atualizados para não correrem o risco de perderem os seus empregos!

Saiba como a Internet das Coisas vai influenciar o seu negócio

Saiba como a Internet das Coisas vai influenciar o seu negócio

Posted Leave a commentPosted in Internet e Marketing

A Internet das Coisas vai influenciar o seu negócio

A Internet das Coisas descreve um cenário em que variados objetos utilizados no quotidiano estão ligados à Internet. Atualmente, cada vez mais objetos se encontram ligados à Web. No início desta era digital, apenas era possível conectar smartphones e tablets e, no entanto, nos últimos anos temos assistido a uma revolução nesta área e atualmente já é possível conectar consolas de jogos, televisões e câmaras de vigilância à rede. As aplicações da Internet das Coisas têm uma visão que vai ainda mais além disto e vai afetar largamente os negócios. Hoje vamos falar sobre os principais impactos da Internet das Coisas nos negócios!

Serviço inteligente

A Internet das Coisas pode facilitar muito o serviço de atendimento para o cliente. Hoje em dia, graças a esta tecnologia, já é possível sermos avisados que um item dentro de um frigorífico ou de uma arca se encontra perto do fim do prazo de validade. Isto é uma enorme vantagem para as empresas que vendem produtos congelados, como os hipermercados.

Marketing em tempo real

Com a Internet das Coisas é possível recolher dados reais e atualizados sobre os consumidores em tempo real, antecipando as suas necessidades e criando estratégias e campanhas que as satisfaçam. A recolha de dados em tempo real é bastante mais eficaz do que estudos de mercado exaustivos e muda toda a forma de trabalhar no mundo empresarial, transformando as empresas em organismos proativos e não puramente reativos.

Manutenção do equipamento

A Internet das Coisas pode ser usada para transmitir informação sobre o desgaste dos equipamentos de uma empresa, ajudando assim nas questões de manutenção. É possível também reconhecer falhas no início dos processos produtivos, o que permite que o problema seja reparado de imediato, prevenindo complicações mais sérias no futuro e evitando perdas de lucro.

Logística

A conexão dos equipamentos de logística com a Internet das Coisas contribui para que as empresas aumentem a sua eficiência no atendimento ao cliente, além de que é possível também fazer entregas mais rapidamente e aumentar assim a satisfação do cliente. Todo o negócio consegue ser acompanhado em tempo real e todas as informações se encontram conectadas entre si.

Aplicação no Data Center

Nas indústrias, a Internet das Coisas revela-se muito útil pois é possível medir a temperatura e os níveis de humidade. Os sensores são integrados com ferramentas de monitorização de redes e sistemas e, caso os valores estipulados sejam ultrapassados são gerados alertas para a tomada de ações corretivas.

A Internet das Coisas vai crescer muito nos próximos anos. Um estudo da Gartner estima que haverá 8,4 mil milhões de dispositivos conectados até ao final de 2017. As empresas devem tirar o máximo partido das tecnologias, aplicando-as em prol da sua eficiência e da satisfação do cliente.

BAM: conheça as principais vantagens da monitorização do negócio

BAM: conheça as principais vantagens da monitorização do negócio

Posted Leave a commentPosted in Tecnologia e Gestão

Saiba como a monitorização do negócio ajuda a sua empresa

De acordo com a Gartner, BAM – a sigla para business activity monitoring – é o conjunto dos processos e tecnologias que visam melhorar a análise do estado do negócio com base em informação em tempo real. O BAM é utilizado para aumentar a eficácia do negócio e para que se obtenham todos os dados para tomar as melhores decisões. Neste artigo, apresentamos as principais vantagens da utilização de um sistema de monitorização do negócio!

Informação sobre o estado do negócio em tempo real

A vida dos negócios acontece agora, a cada momento, e é essencial que saiba o que se está a passar com a sua empresa. As decisões baseadas em relatórios com alguns dias são sempre reativas e corre o risco de ser ultrapassado por uma concorrência mais rápida a agir. Saber tudo o que se passa em tempo real com o seu negócio é essencial para que consiga tomar decisões em tempo útil e para ter uma postura proativa no mercado.

Gestão central

Os softwares BAM permitem ter uma plataforma sólida de administração, capaz de recolher dados oriundos das mais diversas fontes. Assim, consegue obter num só local toda a informação que necessita para decidir da forma mais conveniente. Com uma ferramenta BAM pode dizer adeus a relatórios espalhados por diversos lados pois num só local vai encontrar toda a informação relativa à empresa.

Elimina os processos manuais

Os processos manuais são mais suscetíveis de terem erros do que os processos automatizados. Ao utilizar uma ferramenta BAM como o Multipeers, é possível libertar os colaboradores para outras tarefas e conseguirá automatizar as tarefas mais repetitivas e aborrecidas. Desta forma, garante que não existe a necessidade de atualizar constantemente dados e de consultar relatórios. Tudo é definido previamente por si e nada falhará. Quanto mais etapas automatizar mais tempo terá para se concentrar noutras coisas importantes para melhorar o negócio.

Sem necessidade de cliques

As ferramentas BAM atualizam de forma permanente e automática, pelo que não existe necessidade de intervenção por parte do utilizador. Em vez de ser o utilizador a procurar a informação, é a informação que, de forma autónoma, encontra o utilizador. A monitorização do negócio é um processo simples e intuitivo.

Facilita a tomada de decisão

As ferramentas BAM tornam as tomadas de decisão mais efetivas pois evitam a ocorrência de erros uma vez que eliminam a necessidade de coletar dados de inúmeras plataformas. Como têm uma interface simples e interativa, toda a informação é apresentada de forma prática e interativa, fornecendo toda a informação num só local, dotando o gestor de todos os dados de que necessita para tomar as decisões mais acertadas.

 

Analisar os dados em tempo real é cada vez mais uma realidade nas empresas em todo o Mundo. Os negócios acontecem a um ritmo muito acelerado e é essencial que saiba o que está a acontecer na sua empresa para conseguir tomar as decisões mais adequadas para o seu negócio. O Multipeers é uma necessidade cada vez mais vincada no mundo empresarial atual. Faça download do nosso ebook neste link e conheça tudo o que precisa de saber sobre BAM!

Conheça os vetores que estão a transformar o software de segurança segundo o GARTNER

Conheça os vetores que estão a transformar o software de segurança segundo o GARTNER

Posted Leave a commentPosted in Segurança

O mercado do software de segurança está a passar por uma transformação dramática e segundo o Gartner são 4 as principais razões: o uso de análises avançadas, a adoção de SaaS (software as a service), ecossistemas expandidos e as novas leis de proteção de dados. Devido a esta nova realidade, as empresas estão a redesenhar os seus sistemas de segurança.

“O mercado global de segurança está a passar por um período de interrupção devido à rápida transição para modelos digitais de negócios e tecnologia baseados na nuvem que estão a mudar o modo como as funções de risco e segurança proporcionam valor numa organização”, afirma Deborah Kish, analista principal do Gartner. “Ao mesmo tempo, o cenário de ameaças e o aumento do número de incidentes de segurança de alto impacto também estão a criar uma procura por tecnologias de segurança e inovações que proporcionem maior eficácia”.

Vamos analisar com mais pormenor os 4 vetores que estão a mudar o setor do software de segurança:

Até 2020, o Advanced Security Analytics será incorporado em pelo menos 75% dos produtos de segurança

As empresas procuram cada vez mais produtos que incorporem tecnologias analíticas preditivas e prescritivas, ou seja, que sejam “mais inteligentes” e que ajudam a alertar os utilizadores sobre possíveis incidentes de segurança. Estas capacidades analíticas mais avançadas são conduzidas por uma variedade de tecnologias subjacentes, tais como heurística, inteligência artificial/aprendizagem de máquina e outras técnicas.

A aquisição e integração de produtos e tecnologias será uma estratégia crítica para aumentar a participação de mercado e entrar em novos mercados

Dada a preponderância de startups e pequenos fornecedores que buscam abordagens inovadoras para problemas de segurança, a aquisição, integração e consolidação são estratégias altamente eficazes para aumentar a participação de mercado e entrar em mercados desconhecidos. Em muitos casos, os fornecedores maduros que estão em busca de crescimento contínuo adquirem empresas de crescimento mais rápido de mercados adjacentes emergentes. Em outros casos, os fornecedores otimizam os lucros através da consolidação de produtos similares sob uma única marca, portanto, alavancando as economias de escala através da combinação de funções essenciais, como desenvolvimento, suporte, vendas e marketing.

A procura por flexibilidade pelos utilizadores finais aumentará a adoção de SaaS

Uma pesquisa recente sobre gastos de segurança de utilizador final do Gartner indica que existe uma preferência por produtos em um formato de serviço. O SaaS para segurança e gestão de riscos torna-se crítico à medida que os clientes passam às práticas comerciais digitais. No entanto, os fornecedores devem considerar as implicações financeiras de manter o suporte para produtos de segurança em vez de investirem num produto gerido.

A nova lei de proteção de dados cria uma oportunidade para o setor da segurança

O Regulamento Geral de Protecção de Dados (GDPR) entrará em vigor no dia 25 de maio de 2018 e existirão coimas avultadas para as empresas que não cumpram o regulamento. As empresas estarão mais dispostas a investir em soluções de segurança pois o investimento será necessário para que não tenham que pagar multas elevadas.

O mundo empresarial está mesmo a mudar e as empresas precisam de se adaptar. A análise em tempo real e a necessidade de proteger os dados da organização são uma realidade cada vez mais evidente.

 

5 dicas do Gartner para analisar corretamente os seus dados em tempo real

5 dicas do Gartner para analisar corretamente os seus dados em tempo real

Posted Leave a commentPosted in Tecnologia e Gestão

Conheça as dicas do Gartner

O Gartner é o maior líder do Mundo em aconselhamento e pesquisa em tecnologia e defende a importância da análise dos dados em tempo real para uma mais correta tomada de decisões. “As análises em tempo real podem permitir que as equipas da ciência de dados executem modelagens, simulações e otimizações com base em um conjunto completo de dados da transação e não apenas amostras”, refere um analista do Gartner. Neste artigo, apresentamos 5 dicas do Gartner para que analise corretamente os seus dados em tempo real!

Transforme decisões operacionais demoradas em decisões em tempo real

As decisões operacionais são repetidas com grande regularidade de uma forma estruturada. Mudar as decisões lentas para decisões em tempo real requer novas metodologias. Torne os dados disponíveis no imediato para que as decisões operacionais sejam baseadas nos factos que estão a acontecer no momento e não com base em dados antigos.

Faça mudanças frequentes para simplificar processos

Analise o modo como as decisões são tomadas na sua empresa e encontre formas de melhoria. Usemos o exemplo do modelo utilizado para aprovar as transações pelo cartão de crédito da empresa. Este modelo é desenvolvido uma vez em dados de históricos e passa a ser utilizado para avaliar as transações de cartão de crédito em tempo real por várias semanas ou meses. É importante monitorizar os resultados de modo a garantir que os modelos funcionam corretamente. Caso não funcionem, é preciso modificar as regras e análises com frequência para obter a melhor forma possível de decidir corretamente.

Use alertas de negócio para que nada lhe escape

Os sistemas de monitorização do negócio trabalham de forma contínua, 24 horas por dia, durante 7 dias por semana. Softwares como o Multipeers acompanham todos os eventos à medida que ocorrem. Pode e deve definir alertas de negócio para ser avisado sempre que algo fora do padrão considerado normal. Deste modo, será alertado via e-mail e/ou SMS sobre as situações que requerem a sua atenção. Garante assim que não perde nenhuma informação importante sobre o negócio e tem a possibilidade de agir de imediato.

Seja coerente com o quadro operacional

Com a utilização de dashboards com informação em tempo real sobre a empresa, é possível criar um quadro operacional comum para todos os colaboradores. Contudo, é possível definir a quais indicadores cada colaborador tem acesso de modo a que receba apenas a informação necessária para a execução do seu trabalho. Deste modo, consegue ter um dia-a-dia mais organizado e focado.

Encare a tomada de decisões como uma disciplina

A gestão da informação para a correta tomada de decisões é o progresso da conceção dos sistemas que tomam decisões. Os sistemas de tomada de decisão são executados através de mecanismos de regras, que se dividem entre softwares e pessoas – os reais tomadores de decisão. Encare esta componente tão importante para o sucesso dos negócios como uma disciplina, criando regras e métodos de trabalho que permitam analisar os dados corretamente e decidir de forma segura.

5 Aplicações da Internet das Coisas no mundo da Indústria

5 Aplicações da Internet das Coisas no mundo da Indústria

Posted Leave a commentPosted in Soluções de Gestão

As principais aplicações da Internet das Coisas na Indústria

A Internet das Coisas descreve um cenário em que variados objetos utilizados no quotidiano estão ligados à Internet. Atualmente, cada vez mais objetos se encontram ligados à Internet. No início desta era digital, apenas era possível conectar smartphones e tablets. No entanto, nos últimos anos temos assistido a uma revolução nesta área e atualmente já é possível conectar consolas de jogos, televisões e câmaras de vigilância à rede. As aplicações da Internet das Coisas tem uma visão que vai ainda mais além disto.

Este novo conceito propõe que conectemos diversos objetos à rede, não com o intuito de criar um novo meio de consultar informação na Internet mas sim com a finalidade de tornar os objetos mais eficientes. Pensemos no exemplo de um frigorífico. Com a definição da Internet das Coisas, o objeto teria a capacidade de nos informar quando o prazo de validade de um alimento está a chegar ao fim. No caso de um termostato, este objeto seria capaz de pesquisar as condições climáticas da zona onde se encontra para definir as condições ideais para o ar condicionado.
De acordo com o Gartner, em 2020 existirão 20,8 milhões de dispositivos interconectados, sem contar com os computadores e dispositivos móveis. Estima-se que em 2020 existirão 7,3 milhões de pessoas no planeta, o que significa que em média cada habitante da Terra terá cerca de três objetos conectados à rede. A nível da indústria, existem variadíssimas aplicações da Internet das Coisas, das quais destacamos as 5 mais importantes.

Produção
Com as aplicações da Internet das Coisas na fase de produção é possível identificar problemas que possam ter impacto no resultado final e comprometer a sua qualidade. Assim é possível implementar ações de correção e aumentar a eficiência e produtividade das máquinas.

Serviços de Manutenção
Ao ter informação detalhada e atualizada sobre o desgaste dos produtos é possível reduzir os custos de manutenção. Esta funcionalidade permite identificar defeitos ou falhas, evitando a avaria dos produtos e os custos associados. Os sensores são capazes de detetar vibrações ou temperaturas anormais e recomendar uma manutenção preventiva.

Engenharia
A monitorização do funcionamento das máquinas e a sua configuração contribui para definir ajustes no processo de produção, incluindo ao nível das matérias-primas.

Logística
Os sensores conectados contribuem para uma maior agilidade ao longo de toda a cadeia de distribuição. A informação em tempo real permite saber onde se encontra um determinado lote e se existiu alguma anomalia ao longo do processo de transporte. Os sensores contribuem também para implementar melhorias nos processos futuros, contribuindo para redução de custos e aumento de eficiência.

Gestão de frotas
A Internet das Coisas permite monitorizar frotas e otimizar velocidades, consumos, estado da viatura, entre outros indicadores.
A Internet das Coisas pode aplicar-se virtualmente a tudo e é colocada pela Gartner no mix das cinco tecnologias digitais que a maioria das empresas terá incluído nas suas plataformas nos próximos anos. Este é mais um conceito que mostra a importância de ter informação em tempo real. Cada vez as pessoas necessitam de estar constantemente atualizadas e isso contribui para melhorias nos processos industriais.