Gestão de TI: 4 indicadores imprescindíveis na sua empresa

Gestão de TI: 4 indicadores imprescindíveis na sua empresa

Posted on Leave a commentPosted in Definição de métricas de negócio

Ter KPI’s definidos é essencial para o bom desempenho de uma empresa. Os KPI’s são os indicadores-chave de desempenho que nos indicam em que estado o negócio se encontra e quão longe (ou perto) estamos de cumprir os objetivos estabelecidos. Com base nos indicadores e no desempenho da empresa, os gestores podem tomar decisões mais assertivas e mais informadas. A área de TI é uma das mais importantes em qualquer negócio, pois suporta toda a atividade da empresa. No artigo de hoje, abordamos 4 indicadores de TI imprescindíveis na sua empresa!

Desempenho das aplicações

Esta é uma das métricas de TI mais importantes, sendo para o efeito necessário fazer uso de ferramentas de monitorização constante que avaliam o desempenho das aplicações na ótica do utilizador final. Cada vez mais as empresas confiam a gestão dos seus ativos informáticos a empresas especializadas que garantem segurança, alto desempenho e disponibilidade permanente.

Tempo médio offline

Este KPI é usado para analisar o tempo médio que um dispositivo de TI ou infra-estrutura não esteve disponível É uma métrica conhecida por MDT (mean down time). Essa métrica indica-nos todo o tempo que o serviço não esteve disponível, seja por causa de problemas leves, avarias, entre outros. Este valor é obtido através da soma do tempo que o sistema não estava disponível para dividir pelo número de ocorrências nesse período.

Tempo médio de atendimento

Outra métrica muito importante é o tempo médio que os profissionais demoram a responder aos pedidos colocados no service desk. Quanto mais rápido for o atendimento e a resolução da situação, melhor será o desempenho de TI.

Índice de uptime

Esta é uma das métricas de TI mais importantes. Indica-nos o tempo em que as aplicações informáticas estiveram disponíveis para os utilizadores pelo que quanto maior for, melhor é o desempenho da estrutura de TI. É essencial que as infraestruturas tecnológicas da empresa estejam sempre disponíveis para que as taxas de produtividade se mantenham constantes.

 

As ferramentas BAM como o Multipeers permitem acompanhar os KPI’s de forma contínua e em tempo real. Analisar o desempenho de forma constante garante que se dedique uma maior atenção ao cumprimento dos objetivos, aumentando efetivamente o grau de atingimento dos mesmos. O acompanhamento contínuo do desempenho assume um papel de grande relevância no planeamento e posterior controlo, pois fornece informações sobre processos desenvolvidos pela organização. A eficácia de qualquer estratégia de controlo depende em grande medida da correta adequação das métricas de desempenho desenvolvidas e dos KPI’s.

KPI's de vendas que todos os negócios precisam

KPI’s de vendas que todos os negócios precisam

Posted on Leave a commentPosted in Definição de métricas de negócio

Ter KPI’s definidos é essencial para o bom desempenho de uma empresa. Os KPI’s são os indicadores-chave de desempenho que nos indicam em que estado o negócio se encontra e quão longe (ou perto) estamos de cumprir os objetivos estabelecidos. Com base nos indicadores e no desempenho da empresa, os gestores podem tomar decisões mais assertivas e mais informadas. A área de vendas é uma das mais importantes em qualquer negócio, pois é através das vendas que as empresas conseguem gerar riqueza para manter o negócio em funcionamento. Cada negócio tem as suas especificidades, mas existem KPI’s transversais a todas as áreas. No artigo de hoje, vamos abordar os KPI’s de vendas que todos os negócios precisam!

Velocidade da venda

Medir a velocidade com que uma venda é efetuada é uma estratégia importante para avaliar o desempenho da empresa na atração do cliente e na resposta às suas expetativas. Quanto menor for o ciclo de venda, maior será a eficácia. Assim, é essencial investir em ações que despertem o interesse do cliente e em estratégias que acelerem a compra.

Valor médio da venda

Este indicador é o resultado da divisão da receita gerada por um vendedor pelo número de vendas realizadas pelo mesmo num determinado período. Este indicador é importante porque permite estabelecer um perfil para os membros de uma equipa e permite adaptar as pessoas de acordo com as suas características.

Taxa de Churn

A taxa de Churn indica a percentagem de abandono do produto ou serviço, ou seja, significa o número de clientes que desistiram de continuar com a sua empresa. Quanto maior for a taxa de churn (“churn rate”), menores serão as chances da empresa crescer, já que os novos clientes servirão apenas para substituir os clientes antigos e não para gerar nova riqueza.

Número de negócios fechados

É importante conhecer a quantidade de negócios fechados num determinado período para a criação de objetivos realistas. Um bom exemplo da aplicabilidade deste indicador é comparar 2 vendedores e verificar o número de negócios fechados e o ticket médio. Há vendedores que preferem trabalhar melhor o lead, gastando mais tempo com ele, e isso pode gerar um retorno maior por parte desse cliente. Este é um dos KPI’s de vendas mais importantes.

Índice de recomendação de clientes

Indicador que nos mostra a percentagem de clientes atuais que chegou até à empresa devido a recomendação de um outro cliente mais antigo. Para medi-lo, basta perguntar ao novo cliente como ele conheceu a empresa no momento da venda. A melhor publicidade de uma empresa será sempre a que é feita “boca a boca”, por isso, se esta taxa for muito baixa é preciso investir nesta área para aumentar a satisfação dos clientes atuais.

Taxa de follow up

Poucas vendas são feitas no primeiro contato com o possível cliente. É preciso manter contacto com ele algumas vezes. Este indicador visa responder à questão: quantos contactos são necessários para concretizar uma venda? Neste indicador também é importante saber quantos clientes fecham negócio nos primeiros três contatos. As respostas a estas questões vão ajudar a definir uma nova estratégia de follow up, caso haja necessidade disso.

Definir indicadores de negócio de modo consciente é fundamental para se conseguir analisar o negócio objetivamente. É essencial que os indicadores analisados mostrem aos gestores o caminho a seguir, de modo a corrigirem-se erros e a aplicarem-se novas estratégias. O Multipeers propõe-lhe um conjunto de 50 KPIs essenciais para uma gestão 360º do seu negócio. Faça download do nosso e-book!

Como analisar os dados da sua empresa de maneira eficiente

Como analisar os dados da sua empresa de maneira eficiente

Posted on Leave a commentPosted in Dicas de Gestão

Analisar os dados gerados diariamente pelas empresas é muito importante para conseguir acompanhar a evolução do negócio. Só com uma análise detalhada, cuidada e em tempo real é que as empresas conseguirão ter sucesso e serão capazes de acompanhar a concorrência. A informação gerada pelas empresas é cada vez maior, pelo que os gestores encontram algumas dificuldades na hora de analisar os dados, devido ao imenso volume de informação que têm ao seu dispor. No artigo de hoje, deixamos-lhe dicas importantes para analisar os dados da sua empresa de maneira eficiente!

Utilize os dados para traçar perfis dos clientes

É obrigatório conhecer o perfil do cliente, as suas necessidades, gostos e expetativas. Conseguimos traçar este perfil se estivermos atentos aos sinais que ele deixa nos diferentes canais de comunicação com a empresa. No mundo digital de hoje em dia, todos deixamos pistas e tudo o que o cliente faz na Internet pode ser informação relevante para a construção do seu perfil, para que a empresa consiga oferecer um serviço personalizado. O seu comportamento cria estatísticas, que por sua vez criam comportamentos de consumo. Através da análise de dados, podemos melhorar o nosso serviço para aquele cliente, aumentando a sua ligação com a marca.

Faça mudanças frequentes para simplificar processos

Um processo é algo que a empresa faz de forma contínua. Como é algo que é repetido no tempo, é essencial que se criem normas e rotinas para melhorar cada processo. Automatizar tudo o que for possível, eliminar o que é desnecessário e padronizar o que é repetitivo são algumas das formas possíveis para melhorar os processos nas empresas.

Leve a definição dos KPI’s muito a sério

As empresas produzem milhares de dados num curto espaço de tempo e torna-se impossível analisar todos os indicadores disponíveis. Os KPI’s – indicadores-chave de desempenho – são os indicadores de sucesso do negócio e são aqueles indicadores que nos demonstram se a empresa está a ir pelo caminho certo. É essencial que os gestores definam os indicadores mais relevantes de modo a saber sempre se os resultados esperados estão a ser atingidos. Sendo humanamente impossível avaliar todos os indicadores, é fundamental que o gestor se foque naqueles que nos mostram exatamente qual é o estado do negócio.

Crie relatórios de fácil leitura

A análise de dados deve ser feita de forma constante, para que as decisões sejam tomadas com base em informação atual. Muitas empresas fazem relatórios semanais e quando encontram a informação esta já tem alguns dias. O ideal é criar relatórios curtos e relevantes e de fácil leitura. O Multipeers permite que crie relatórios simples, em que todos os utilizadores percebem a informação e os outputs da análise. Esta alteração vai impactar positivamente nas ações de marketing, que serão muito mais controladas e efetivas.

Analisar os dados é fundamental para conseguir dar resposta aos constantes desafios do mundo empresarial tão competitivo de hoje em dia. Já não basta analisar os eventos depois destes terem acontecido: é imprescindível estar sempre a par do que se passa a cada momento. Os sistemas de monitorização de negócio como o Multipeers são ferramentas essenciais no mundo dos negócios de hoje em dia, pois permitem-nos analisar ao segundo aquilo que se está a passar na empresa, permitindo agir de imediato sem que existam consequências graves.

7 dicas de gestão para todas as empresas

7 dicas de gestão para todas as empresas

Posted on Leave a commentPosted in Dicas de Gestão

Algumas dicas de gestão são universais, independentemente do tamanho da empresa. É importante que os gestores estejam sempre atentos às tendências do mercado e às necessidades dos seus clientes, para que se possam adaptar constantemente à realidade onde estão inseridos. No artigo de hoje, deixamos-lhe 7 dicas valiosas para gerir melhor a sua empresa!

Conheça bem o mercado e os seus clientes

Parece uma dica muito básica e que todos conhecem, mas a verdade é que é aqui onde muitas empresas falham. É fundamental que as empresas conhecem bem o mercado onde estão inseridas, para que não sejam surpreendidas por flutuações inesperadas. Do mesmo modo, é imprescindível que as empresas saibam bem para que público estão a comunicar e que conheçam as especificidades do seu público-alvo. Só deste modo é que é possível criar uma mensagem que vá de encontro às necessidades do target.

Saiba sempre tudo sobre o seu negócio

Entender a cem por cento aquilo que faz e conhecer a cada momento o estado do negócio é imprescindível para que tenha bons resultados. Uma boa opção para estar sempre a par do que se passa com o seu negócio é utilizar uma ferramenta de monitorização em tempo real como o Multipeers, pois conseguirá encontrar toda a informação sobre todas as áreas da empresa num só dashboard.

Mantenha o seu foco no Cliente

O Cliente é o mais importante do seu negócio e é para ele que deve trabalhar. Hoje em dia, os consumidores são muito mais exigentes do que no passado e são mais informados, o que significa que deve fazer um esforço acrescido para conseguir colmatar todas as suas necessidades. Mantenha canais de comunicação em diversas plataformas e mostre-se preocupado em resolver todas as suas necessidades. Só assim é que conseguirá fidelizá-lo.

Estabeleça objetivos

Se não sabe para onde vai, qualquer caminho serve. É importantíssimo estabelecer objetivos e trabalhar em equipa no sentido de alcança-los. Os objetivos devem ser mensuráveis e realistas, caso contrário apenas contribuirão para desmotivar os colaboradores.

Invista na comunicação interna

A comunicação interna é muitas vezes descurada, mas é das áreas mais importantes numa empresa, pois lida com o principal público de uma organização: os seus recursos humanos. É importante que exista fluidez na transmissão de mensagens, assim como transparência no ambiente de trabalho. É essencial implementar canais de gestão empresarial e/ou aplicações que facilitem a comunicação entre os diversos departamentos.

Utilize o ciclo PDCA

PDCA é a siga para planear, fazer, verificar e agir. É uma técnica de gestão ligada à melhoria dos processos de uma empresa. O seu objetivo é solucionar problemas, apontando as causas para potenciais desvios e falhas produtivas. Este processo torna a organização da empresa mais eficiente a longo prazo e é essencial que se aplique desde o momento de criação de um negócio, para que a melhoria possa ser contínua.

Utilize um ERP

Os sistemas de gestão ERP são utilizados para melhorar a gestão dos recursos empresariais e relacionam os dados e processos num único lugar. Através da utilização de ferramentas deste tipo, é possível integrar todos os setores da empresa para que a tomada de decisão seja mais fácil e mais objetiva. A utilização de um ERP permite ainda a redução de custos não estratégicos e a criação de uma maior vantagem competitiva.

Entenda a relação entre dashboard e tomada de decisões

Entenda a relação entre dashboard e tomada de decisões

Posted on Leave a commentPosted in Definição de métricas de negócio

Tomar as decisões certas para o negócio não é uma tarefa fácil e as decisões que os gestores tomam podem influenciar de modo irreversível o rumo de uma empresa. Para que consigam tomar as decisões mais acertadas, os gestores precisam de ter ao seu dispor as melhores ferramentas possíveis, para que possam basear as suas opções em dados concretos, objetivos e realistas. O dashboard é uma das ferramentas mais importantes atualmente, pois permite que os gestores estejam sempre atualizados sobre tudo o que se passa no negócio. Neste artigo, vamos abordar a relação entre dashboards e tomada de decisões!

Mas afinal, o que é um dashboard?

Um dashboard é um painel de controlo que apresenta de forma visual as informações mais importantes sobre o negócio. No caso de utilizar uma ferramenta como o Multipeers, a informação é atualizada permanente e automaticamente, de modo a que tenha ao seu dispor as informações mais atuais sobre tudo aquilo que se passa na empresa.

Como o dashboard ajuda na tomada de decisões

  • Agrupa as informações oriundas de todas as fontes da empresa

Neste campo, é preciso ter cuidado para não ter um dashboard demasiado “cheio”, ou seja, com informação que não é relevante para a sua tomada de decisão. Isso só vai criar ruído visual e complicar a sua análise. Deve criar um dashboard de fácil leitura e apenas com os dados que realmente importam para si.

  • Avaliação constante do negócio

Uma das principais vantagens do uso de dashboards relaciona-se com o facto de poder analisar constantemente o presente e o passado do seu negócio. Com um dashboard, é muito fácil analisar o histórico da empresa e encontrar padrões de comportamento do passado que irão ajudar a tomar decisões no presente que não comprometem o futuro!

  • Objetivos de negócio sempre presentes

Ao utilizar um dashboard, consegue facilmente perceber se os seus objetivos de negócio estão a ser cumpridos. Relacionar os KPI’s com as atividades do dia-a-dia é essencial para que os objetivos individuais e globais sejam alcançados de forma mais simples.

  • Identificar desvios rapidamente

Os gestores nem sempre conseguem identificar desvios nas rotinas de trabalho em tempo útil, o que compromete a produtividade do negócio. O dashboard vai juntar o histórico das operações da empresa e pode definir padrões para detetar desvios e anomalias em tempo real. Assim, o sistema é capaz de perceber que algo não está bem e de alertá-lo de imediato para que possa agir antes de se tornar um problema sério.

Como monitorizar os processos de negócio com ferramentas BAM

Como monitorizar os processos de negócio com ferramentas BAM

Posted on Leave a commentPosted in Dicas de Gestão

Ferramentas BAM como o Multipeers são cada vez mais necessárias nas empresas em todo o Mundo. O Business Activity Monitoring permite que as empresas acompanhem de forma objetiva e permanente todos os processos de negócio que estão a acontecer na empresa. Esta ferramenta permite monitorizar os processos de negócio face aos indicadores de gestão por ela gerados. Através de um dashboard, os gestores conseguem ter uma visão completa e em tempo real de toda a informação relevante para a operação da empresa, identificando facilmente falhas de produção, desvios face às metas estabelecidas e oportunidades de negócio. A informação é apresentada de uma forma graficamente limpa e interativa, tornando a leitura e a assimilação da informação extremamente simples. Neste artigo, vamos falar sobre como pode monitorizar os processos de negócio com ferramentas BAM!

A informação é fornecida em tempo real

A vida da sua empresa está a acontecer agora. É fundamental que tenha visibilidade direta sobre o que está a acontecer em cada momento, em cada área da organização. As ferramentas BAM captam dados em tempo real das diferentes fontes de informação e apresenta-os instantaneamente no formato que escolher.

Dashboards interativos para um melhor entendimento da informação

A informação disponibilizada pelas ferramentas BAM surge de modo consolidado para que a sua consulta seja mais fácil e rápida. Pode optar por obter a informação através de gráficos de barras, gráficos multi-série, medidores, entre muitas outras opções. A informação pode ser exibida usando a apresentação mais adequada, melhorando a análise que o utilizador pode fazer de cada indicador. Além disso, cada indicador é totalmente personalizável de acordo com necessidades do negócio. Ao utilizar o desktop, no caso do Multipeers, pode ainda usar a ferramenta ticker, que lhe permite que divulgue notícias externas ou internas, mensagens e alertas, permitindo assim que todos os colaboradores estejam sempre a par do que de importante se passa na organização.

Gestão centralizada para uma maior eficácia

As ferramentas BAM permitem-lhe obter uma plataforma sólida de administração que recolhe dados das mais diversas fontes. O Multipeers é altamente personalizável e permite a distribuição de informação processada das mais variadas formas, tais como gráficos interativos, widgets, medidores, tickers de RSS entre muitas outras.

Informação oriunda de múltiplas fontes de dados

As ferramentas BAM interagem diretamente com todas as suas fontes de dados tais como bases de dados, web services, MDX, Microsoft Excel, Feeds RSS, conteúdos multimédia, e-mail, aplicações, entre outros. Pode ainda construir os seus próprios conetores usando a API fornecida, para que nenhuma informação da sua organização fique perdida.

Sem necessidade de cliques

As ferramentas BAM atualizam de forma permanente e automática, pelo que não há necessidade de qualquer intervenção por parte do utilizador. Em vez de ser o utilizador a ir de encontro da informação, é a informação que encontra o utilizador autonomamente.

As métricas de TI mais importantes para o seu negócio

As métricas de TI mais importantes para o seu negócio

Posted on Leave a commentPosted in Definição de métricas de negócio

OS KPI’s são utilizados para facilitar a identificação de problemas e para perceber em que estado do cumprimento dos objetivos a empresa se encontra. Quando são bem utilizados, têm um grande impacto nos resultados do negócio. Na área de TI é muito importante utilizar métricas adequadas, para que os gestores desta área consigam melhorar o desempenho das infraestruturas que suportam a organização. No artigo de hoje, vamos abordar as métricas de TI mais importantes para o seu negócio.

Índice de uptime

Esta é uma das métricas de TI mais importantes. O índice de uptime é o índice as aplicações tecnológicas e este valor quanto maior for, melhor é o desempenho da estrutura de TI. É essencial que as infraestruturas tecnológicas da empresa estejam sempre disponíveis para que as taxas de produtividade se mantenham constantes. É unânime que o uptime ideal deve ser de 99% e para isso é necessário que a equipa de TI trabalhe com métodos de alto desempenho para garantir disponibilidade constante.

Tempo médio de espera no service desk

Outra métrica muito importante é o tempo médio que os profissionais demoram a responder aos pedidos colocados no service desk. Quanto mais rápido for o atendimento e a resolução da situação, melhor será o desempenho de TI.

Desempenho dos servidores

Os servidores são elementos importantíssimos para uma empresa, pois é nele que ficam centralizados todos os recursos necessários para que toda a estrutura esteja em funcionamento. Esta é uma das métricas de TI mais importantes. É necessário usar métodos de gestão de servidores e utilizar formas de monitorização constante. Cada vez mais as empresas confiam a gestão dos seus servidores a empresas especializadas que garantem segurança, alto desempenho e disponibilidade permanente.

ROI

O retorno sobre o investimento é uma métrica importante em qualquer área e quanto mais a área de TI cresce dentro de uma empresa, mais importante se torna avaliar o retorno sobre o investimento. É, por vezes, muito difícil mostrar a rentabilidade de um investimento feito na área de tecnologia e é por isso que a automatização dos processos tem vindo a ganhar mais espaço dentro das organizações. Quanto mais automatizada a área de TI estiver, mais fácil será provar que se consegue antecipar problemas e evitar falhas de sistema.

Tempo médio “offline”

Este KPI serve para analisar o tempo médio que um dispositivo ou infraestrutura de TI esteve indisponível. É uma métrica conhecida por MDT (mean down time). Esta métrica faz a média de todo o tempo que o serviço esteve indisponível, seja por que motivo for: problemas de luz, avarias, entre outros. Este valor obtém-se através da soma do tempo em que o sistema esteve indisponível a dividir pelo número de ocorrências nesse período.

Estratégias de marketing em tempo real para o sucesso do seu negócio

Estratégias de marketing em tempo real para o sucesso do seu negócio

Posted on Leave a commentPosted in Internet e Marketing

Os consumidores estão cada vez mais exigentes e menos pacientes: eles querem encontrar soluções e querem encontra-las agora! Hoje em dia, já não basta lançar um bom conteúdo ou uma boa campanha de marketing: é preciso ser-se o primeiro a ter a ideia que vai solucionar os problemas dos consumidores e a oferecer algo realmente distinto. O “agora” é a tendência do momento e por causa desta pressa em ter soluções surgem conceitos como o de marketing em tempo real. No artigo de hoje, vamos falar sobre estratégias de marketing em tempo real para o sucesso do seu negócio.

Eventos

Um evento de lançamento de um produto com acompanhamento em tempo real da opinião dos consumidores nas redes sociais é uma ótima forma de descobrir qual é a recetividade das pessoas relativamente à nova oferta. Atualmente, já não basta fazer um relatório após o evento acontecer. É necessário acompanhar ao segundo o que os consumidores estão a pensar sobre o novo produto, de modo a afinar estratégias.

Publicidade baseada em localização

Hoje em dia, muitas empresas já fazem publicidade aos seus serviços com base na localização. Através do sistema GPS, os consumidores recebem informação sobre restaurantes, cabeleireiros e outros serviços próximos da área onde estão. Desta forma, é muito mais fácil conseguir captar a atenção de potenciais clientes pois encontram-se nas proximidades do serviço.

Análise de previsão de consumo

Esta estratégia é muito utilizada em e-commerce. Quem entra em lojas online percebe quehá uma inteligência por trás que nos indica produtos relacionados ou complementares relativamente às nossas pesquisas. O objetivo desta estratégia de marketing em tempo real é realizar cross selling e aumentar o valor médio da compra. Automatização de processos, integrações com bases de dados e análise desses dados são ferramentas essenciais para conseguir aplicar esta estratégia.

Análise dos dados em tempo real

Lançar campanhas e promoções é importante para promover os produtos e as marcas, mas se não houver um acompanhamento efetivo em tempo real não é possível tirar os insights necessários para tomar decisões. Ferramentas BAM como o Multipeers são imprescindíveis na realidade empresarial atual, na medida em que permitem analisar em tempo real o que se passa em cada uma das áreas do negócio. Através de um dashboard simples e informativo, é possível verificar se as vendas de um produto estão a aumentar devido a uma campanha específica.

BI e BAM: entenda a diferença entre estes dois conceitos

BI e BAM: entenda a diferença entre estes dois conceitos

Posted on Leave a commentPosted in Definição de métricas de negócio

BI e BAM são termos que se encontram muito presentes numa grande parte das empresas. Não são necessariamente termos independentes, mas também não se exige que as duas ferramentas funcionem em simultâneo numa mesma empresa: cada uma delas é independente. Existem ainda muitas dúvidas relativamente à diferença entre estes dois termos e no artigo de hoje vamos falar sobre as principais diferenças entre BI e BAM.

O que é um sistema BAM?

BAM significa Business Activity Monitoring e é uma ferramenta que define o processo e tecnologias para conseguir colocar num dashboard informação sobre os KPI’s da empresa em tempo real. O que o BAM faz é apenas mostrar num só local toda a informação oriunda das mais variadas fontes de dados da empresa, eliminando a necessidade de consultar diversas bases de dados e afins para se saber o que se passa na empresa naquele dado momento.

O que é Business Intelligence?

O BI é uma técnica que ajuda os gestores a planear a estratégia da empresa através da recolha e análise de um grande volume de dados, para entender o desempenho da empresa e a partir daí decidir mais conscientemente sobre o futuro.

Relação e diferenças entre BI e BAM

As ferramentas de monitorização de negócio facilitam o processo de extrair informações e de tomar decisões operacionais conscientes e ponderadas. Ambas as ferramentas utilizam a informação com o objetivo de melhorar o desempenho. A análise de dados que as ferramentas BAM proporcionam é muito eficiente pois apresenta a informação de um modo simples e conciso, permitindo que o gestor rapidamente fique informado sobre o estado real e atual do negócio.

Ao contrário do Business Intelligence, os sistemas BAM não falam sobre passado ou futuro: focam-se apenas no presente. O sistema BAM vai integrar todas as informações da empresa num só lugar para que os dados possam ser consultados a qualquer momento e em qualquer lugar. O BI vai acrescentar uma cultura analítica em todos os setores da empresa, para que todos tenham conhecimento sobre o estado do negócio. As informações atualizadas e analisadas em tempo real vão proporcionar melhorias em todos os setores da organização.

 

Estes dois conceitos funcionam muito bem se forem aplicados em conjunto na empresa, de modo a que possa compreender todas as informações do seu negócio de uma forma simples. A vida da sua empresa acontece agora e deve saber a cada instante o que se passa com o negócio. Do mesmo modo, deve dotar-se das ferramentas certas para que possa tomar as decisões mais adequadas para o futuro!

5 dicas para tornar o seu negócio mais inteligente

5 dicas para tornar o seu negócio mais inteligente

Posted on Leave a commentPosted in Dicas de Gestão

Recolher dados, analisá-los e aplica-los no negócio corretamente é sinónimo de ter um negócio mais inteligente. A tecnologia é um recurso indispensável para tornar o negócio mais inteligente e mais ágil. Só com o recurso à tecnologia é que se consegue acompanhar tudo o que se passa na empresa e tomar as decisões mais acertadas para a continuidade do negócio. No artigo de hoje, vamos deixar-lhe 5 dicas importantes para tornar o seu negócio mais inteligente.

Analisar os dados

Vivemos na era da informação e isso já não é novidade para ninguém. Quem analisa os dados corretamente, está um passo à frente da concorrência pois é capaz de antecipar tendências e prever flutuações de mercado. Big Data e Analytics são termos cada vez mais utilizados nas empresas em todo o Mundo, pois são ferramentas que permitem analisar os dados para as mais diversas finalidades. Ferramentas como o Multipeers são cada vez mais necessárias nas empresas, uma vez que permitem analisar a informação do negócio em tempo real.

Armazenamento na Cloud

Atualmente, as empresas são obrigadas a ter uma maior flexibilidade para acederem aos seus documentos mesmo fora do local de trabalho. O armazenamento na Cloud é uma opção muito utilizada hoje em dia, visto que permite que as pessoas acedam e editem documentos a partir de qualquer lugar do Mundo, desde que exista um acesso à Internet.

Segurança dos dados

A segurança da informação nunca foi tão importante como agora, sobretudo numa fase em que o novo regulamento geral de proteção de dados está mesmo a chegar. Os ataques informáticos são cada vez mais frequentes e sofisticados, pelo que as empresas devem dotar-se das ferramentas adequadas para proteger a sua informação. As empresas devem formar os colaboradores para que estes estejam conscientes da necessidade de proteger os dados e devem ter políticas exigentes de backup de dados, para que possam recuperar as suas informações mesmo em caso de desastre.

Automatização de tarefas

A inteligência de negócios procura constantemente automatizar tarefas, de modo a deixar os colaboradores disponíveis para outras funções que não podem ser realizadas com recurso a tecnologia. As empresas podem adotar um sistema de BPM (Business Process Management), de modo a automatizar as tarefas e os fluxos de informação. O CRM é uma ferramenta que também pode ser adotada pelas empresas, visto que melhora os processos de atendimento dos clientes. Além de uma maior rapidez na execução das tarefas, a automatização das mesmas reduz em grande escala a probabilidade de haver erro humano.

Gestão financeira

As ferramentas tecnológicas adequadas permitem que a empresa identifique pontos de melhoria na sua gestão e que elimine desperdício de recursos. É essencial que haja uma boa gestão financeira, pois só assim é que a continuidade do negócio está garantida. Um software que integre as informações sobre todos os departamentos vai tornar os processos de decisão mais ágeis e mais eficazes, na medida em que existe um conhecimento profundo sobre o estado real do negócio.