O que os KPI's podem fazer pela gestão de uma empresa?

O que os KPI’s podem fazer pela gestão de uma empresa?

Posted Leave a commentPosted in Definição de métricas de negócio

Ter KPI’s definidos é essencial para o bom desempenho de uma empresa. Os KPI’s são os indicadores-chave de desempenho que nos indicam em que estado o negócio se encontra e quão longe (ou perto) estamos de cumprir os objetivos estabelecidos. Com base nos indicadores e no desempenho da empresa, os gestores podem tomar decisões mais assertivas e mais informadas. As ferramentas BAM como o Multipeers permitem acompanhar os KPI’s de forma contínua e em tempo real. Analisar o desempenho de forma constante garante que se dedique uma maior atenção ao cumprimento dos objetivos, aumentando efetivamente o grau de atingimento dos mesmos. O acompanhamento contínuo do desempenho assume um papel de grande relevância no planeamento e posterior controlo, pois fornece informações sobre processos desenvolvidos pela organização. A eficácia de qualquer estratégia de controlo depende em grande medida da correta adequação das métricas de desempenho desenvolvidas e dos KPI’s. No artigo de hoje, vamos perceber o que é que os KPI’s podem fazer pela gestão de uma empresa!

Conhecimento claro sobre a estratégia empresarial

É fundamental que cada colaborador da empresa ou organização conheça os seus KPI’s e que estes sejam atualizados com alguma frequência. “Se não soubermos para onde vamos, qualquer caminho serve”: o mesmo se aplica nas empresas. Se não tivermos consciência dos resultados que devemos atingir com o nosso trabalho, poderemos fazer qualquer coisa, e isso possivelmente não estará em linha com os objetivos gerais da organização. Definir os indicadores de cada colaborador e fazer a ligação com o sistema de monitorização é essencial para que se obtenha uma visão global e integrada do estado da empresa e do desempenho de cada um. É importante ainda referir que cada colaborador deve ter acesso apenas aos indicadores importantes para a prossecução do seu trabalho, de modo a ter um dia-a-dia mais focado e organizado.

Permitem avaliar a empresa de forma quantitativa

Os KPI’s permitem que se obtenham resultados mensuráveis. E isso é muito importante numa empresa, pois os números não mentem! Não basta ter um conhecimento subjetivo sobre os resultados da empresa. É preciso que conhecer de forma objetiva os verdadeiros valores da organização. Através da análise dos KPI’s é possível redefinir estratégias e alterar o que não está a dar resultados positivos. É essencial que os KPI’s sejam avaliados de forma frequente, pois só deste modo é que poderão ter um impacto significativo na vida da empresa.

Aumentam a performance do departamento de vendas

Quando são bem definidos e implementados, os KPI’s ajudam a impulsionar as vendas. Quando existem objetivos definidos e recompensas associadas à sua concretização, a tendência é que os colaboradores se esforcem mais ainda para atingir as metas estabelecidas. Cria-se assim uma concorrência saudável entre os diferentes vendedores e no final a empresa sai a ganhar com o aumento das vendas!

Tornam a tomada de decisão mais eficiente

Os KPI’s fornecem muita informação sobre a empresa e nessa medida tornam a tomada de decisão mais eficiente e mais fácil. Os gestores queixam-se frequentemente da falta de informação sobre a empresa para poderem decidir de forma consciente e estes indicadores de desempenho ganham um papel de destaque no momento de tomar decisões sobre o futuro da empresa. Os gestores só conseguem tomar decisões assertivas e acertadas se tiverem um total conhecimento sobre a realidade empresarial. E nada melhor que KPI’s para fornecer todo esse conhecimento.

Melhoram o cumprimento dos objetivos

Analisar o desempenho de uma empresa de forma constante garante que se dedique uma maior atenção ao cumprimento dos objetivos. Um processo eficiente deve ser planeado e controlado. O acompanhamento contínuo do desempenho assume um papel de grande relevância no planeamento e posterior controlo, pois fornece informações sobre processos desenvolvidos pela organização. A eficácia de qualquer estratégia de controlo depende em grande medida da correta adequação das métricas de desempenho desenvolvidas e dos KPI’s.

 

Definir indicadores de negócio de modo consciente é fundamental para se conseguir analisar o negócio objetivamente. É essencial que os indicadores analisados mostrem aos gestores o caminho a seguir, de modo a corrigirem-se erros e a aplicarem-se novas estratégias. Os KPI’s devem ser simples, para que toda a equipa seja capaz de compreendê-los. Se complicar muito um KPI, corre o risco de não conseguir extrair qualquer informação útil da sua análise. Se os colaboradores não entenderem o indicador podem ficar desmotivados, o que prejudica todo o desempenho da empresa. Um KPI deve ser analisado com frequência pois só com um acompanhamento constante é possível entender se estamos executar corretamente a estratégia da empresa e a gerar valor com a nossa atividade. Deve optar sempre por indicadores que podem ser medidos facilmente e de forma frequente, para que possa tomar decisões no dia-a-dia com base em informação fiável e atualizada. Por fim, é importante referir que nem todos os indicadores servem para todas as empresas. Há indicadores que se adequam a um tipo de negócio, mas que não fazem qualquer sentido noutras áreas de atividade. Definir indicadores sem sentido ou utilidade apenas vai criar ruído prejudicial à performance dos colaboradores e isso terá um impacto negativo nos resultados finais da empresa.

 

Big Data e gestão de recursos humanos: entenda a relação

Big Data e gestão de recursos humanos: entenda a relação

Posted Leave a commentPosted in Dicas de Gestão

As empresas procuram constantemente tirar o máximo partido dos dados para que possam tomar as melhores decisões para o negócio. O Big Data é um termo cada vez mais utilizado, pois as empresas procuram por soluções que lhes permitam gerir a informação e obter os melhores insights. A área dos recursos humanos tem prestado bastante atenção a esta onda gigante de informação que é criada diariamente nas empresas. Um estudo realizado pela Workday refere que nos próximos 5 anos a utilização de tecnologias de analítica sobre grandes volumes de dados terá um grande impacto na gestão de recursos humanos. No artigo de hoje, abordamos a relação entre Big Data e gestão de recursos humanos!

Entender a atitude das pessoas

People Analytics é um termo que vai estar muito em voga nos próximos anos. People Analytics é o processo de recolha, organização e análise de dados sobre o comportamento dos colaboradores, com o intuito de contribuir para as decisões tomadas na empresa, antecipando tendências e ajustando estratégias. O CEO da Humanyze e perito no assunto, Ben Waber refere que “quando usamos dados para entender os comportamentos dentro do ambiente de trabalho que tornam as pessoas eficientes, felizes, criativas, especialistas, líderes, seguidores, enfim, estamos usando People Analytics. É muito importante utilizar esta forma de análise para obter informações sobre quedas de produtividade, reduzido engajamento dos colaboradores e dificuldade em reter os melhores talentos. Com o uso de ferramentas de análise na gestão de recursos humanos torna-se mais simples analisar comportamentos, entender o porquê de as pessoas agirem de uma determinada forma e tomar ações corretivas antes que seja tarde demais.

Diminuição da rotatividade nas equipas

Muitas empresas enfrentam o desafio de verem as suas equipas mudar várias vezes num curto período de tempo. Sem perceberem porquê, não são capazes de reter os melhores talentos, o que faz com que exista pouca estabilidade. Através da análise dos dados, é possível conhecer melhor cada colaborador e contribuir para que ele se sinta bem no local de trabalho, evitando assim a sua saída. É importante conhecer as motivações, desejos a longo prazo e opiniões dos colaboradores, pois só assim os cargos de gestão conseguirão criar um ambiente agradável e onde cada colaborador se sinta bem.

Processos de recrutamento mais inteligentes

O Big Data na gestão de recursos humanos é um fator essencial para encontrar as pessoas certas para as funções certas. Por exemplo, através do Big Data é possível descobrir se as pessoas que têm uma experiência de trabalho interessante são ou não mais propensas a ficar na empresa por longos períodos de tempo ou se a duração das experiências anteriores tem impacto no desempenho da atual função. Com base nestes resultados, a empresa pode concentrar-se em fatores mais relevantes no momento de recrutar.

Avaliação do desempenho

O Big Data ajuda a garantir que o desempenho dos colaboradores é medido com mais precisão, determinando em quais períodos do dia a empresa tem melhores índices de produtividade. É possível também identificar quais colaboradores têm um melhor desempenho.

 

O Multipeers é um sistema de monitorização do negócio que o ajuda a analisar a enorme quantidade de informação que é gerada diariamente na sua organização. Através de dashboards simples, conseguirá perceber instantaneamente em que ponto está a sua empresa e agir de imediato para conseguir os melhores resultados possíveis!

Dicas práticas para melhorar o desempenho da sua empresa

Dicas práticas para melhorar o desempenho da sua empresa

Posted Leave a commentPosted in Dicas de Gestão

Aumente o desempenho da sua empresa com dicas práticas

A elevada concorrência obriga as empresas a melhorar o seu desempenho diariamente, de modo a garantir que utilizam os melhores processos e que obtêm os melhores resultados. Nos dias agitados do mundo dos negócios, nem sempre é fácil encontrar formas de melhorar o desempenho e muitas vezes focamo-nos apenas na redução dos custos e acabamos por nos esquecer dos restantes aspetos. Neste artigo, apresentamos dicas práticas para melhorar o desempenho da sua empresa!

Analisar o negócio

Parece uma dica básica, mas falha imensas vezes. Na maior parte das empresas, os gestores baseiam as suas decisões em relatórios com alguns dias de atraso, o que faz com que a sua ação seja sempre reativa e não proativa. Analisar o negócio em tempo real é cada vez mais uma tendência no mundo dos negócios pelo que softwares como o Multipeers fazem cada vez mais sentido. Se souber a cada instante o que se passa no seu negócio, será capaz de tomar as melhores decisões e conseguirá estar sempre um passo à frente da sua concorrência.

Investir na formação

Formar os funcionários é um investimento que traz um retorno positivo a curto prazo. Quanto mais qualificados os colaboradores forem, melhor serão capazes de executar as suas tarefas e, consequentemente, o desempenho da empresa será melhor.

Manter o foco

No seu dia-a-dia deve eliminar todos os tipos de distração que possam prejudicar o trabalho. Isso não significa cortar o acesso às redes sociais ou impedir as pausas para café. O mais importante é manter os colaboradores motivados e empenhados na realização das tarefas pois se eles estiverem comprometidos com as suas tarefas, será mais fácil eliminar as distrações de um modo natural.

Evitar reuniões desnecessárias

É prática comum nas empresas haver reuniões por todos os motivos e sem nos apercebermos este é um dos principais motivos pelos quais perdemos mais tempo. Aconselha-se a que as reuniões sejam feitas em pé, de modo a que as pessoas não se acomodem e falem de forma objetiva sobre os principais assuntos.

Adiantar trabalho

“Não deixe para amanhã o que pode fazer hoje” é uma regra valiosa e que tem consequências positivas para um dia mais produtivo. Se chegar mais cedo ao trabalho não espere o seu horário começar e vá adiantando aquela tarefa complicada que tem estado a adiar.

Fazer pequenas pausas

Ao contrário do que muita gente pensa, passar muito tempo em frente ao computador não é sinónimo de maior produtividade. Fazer pequenas pausas ao longo do dia é aconselhável para que mantenha a concentração durante o resto do dia. Isso vai libertar a sua mente e vai ser capaz de realizar as suas tarefas com maior foco.