Sistemas de telemetria e informação em tempo real para uma gestão mais eficiente

Sistemas de telemetria e informação em tempo real para uma gestão mais eficiente

Posted on Leave a commentPosted in Soluções de Gestão

Conheça a relação entre sistemas de telemetria e informação em tempo real

Os sistemas de telemetria permitem monitorizar à distância o estado de diversos equipamentos. É uma tecnologia sem fios de transmissão e receção de dados muito utilizada na área das frotas que envia, em tempo real, informações importantes diretamente do veículo. Quando os sistemas de telemetria são combinados com sistemas de monitorização em tempo real que permitem analisar o estado global da frota e do negócio, os benefícios são imensos.

Aumento da segurança

Através de softwares como o Multipeers4Fleets, é possível monitorizar em tempo real o estilo de condução dos condutores. Se o condutor estiver a sair da rota pré-definida, por exemplo, é emitido um alerta que avisa de imediato os gestores, que pode averiguar o no momento o que se passa. O mesmo acontece quando o condutor está a conduzir a uma velocidade demasiado elevada. Os gestores podem ser avisados em tempo real sobre a situação e podem atuar no momento.

Redução de Custos

Reduzir custos operacionais é um dos objetivos principais da maior parte dos gestores. Através da monitorização em tempo real é possível alertar os condutores sobre os aspetos menos corretos da sua condução, investindo em formação adequada às necessidades específicas de cada condutor. Deste modo, monitorizar o negócio em tempo real permite ter colaboradores mais especializados e deste modo reduzem-se custos desnecessários.

Acompanhamento em tempo real

Ter toda a informação disponibilizada em tempo real no seu desktop é uma forma de poder aplicar ações preventivas de imediato, reduzindo a probabilidade de ter problemas mais sérios no futuro. Se cruzar os dados de posição geográfica de um condutor com o tempo de condução, pode alerta-lo para a necessidade de terminar o turno, reduzindo assim as horas extras prestadas por esse condutor.

Interligação de departamentos

Utilizar uma solução de monitorização do negócio em tempo real permite a integração com outros sistemas da organização, complementando a solução com indicadores úteis a outros departamentos. Torna-se assim mais fácil transmitir informação por toda a organização, de modo a que todos os colaboradores estejam atualizados sobre o real estado da empresa. Por outro lado, o Multipeers4Fleets permite que se definam os indicadores que cada colaborador recebe no seu dia-a-dia, de modo a que só receba a informação necessária para a execução do seu trabalho.

Gestão global mais eficaz

O Multipeers4Fleets disponibiliza relatórios de rápida leitura, oferecendo uma visão ampla sobre o estado das viaturas, da frota e do negócio como um todo. Através de uma interface simples e intuitiva, é possível analisar a cada momento o estado do negócio para melhorar, no imediato, possíveis desvios na frota. É possível obter indicadores com análises de kms, consumos, horas de condução e incumprimento de normas e objetivos. A combinação dos sistemas de telemetria com um software que permite monitorizar o negócio em tempo real permite cruzar dados oriundos dos mais diversos sistemas para descobrir e resolver problemas e melhorar a performance.

Desafios do tratamento da informação em tempo real

Desafios do tratamento da informação em tempo real

Posted on Leave a commentPosted in Soluções de Gestão

Conheça os principais desafios do tratamento da informação em tempo real

Num mercado altamente competitivo e dinâmico, saber é poder e ter informação em tempo real é um passo importante para o sucesso de qualquer negócio. No entanto, esta nova forma de gestão traz consigo inúmeros desafios do tratamento da informação e dúvidas e é sobre isso que este artigo se foca.

Definição correta dos indicadores de negócio

Um dos principais problemas apresentados pelas equipas de gestão é o desconhecimento sobre os indicadores que realmente são relevantes para o negócio. Um sistema de gestão em tempo real dá-nos informação atualizada ao segundo sobre o estado do negócio, mas é preciso definir os indicadores que queremos analisar. Muitas vezes, as equipas de gestão não estão certas sobre os indicadores nos quais deve recair a sua atenção, o que constitui um desafio. É fundamental ter um conhecimento amplo e profundo sobre o negócio para que seja possível definir os indicadores de negócio mais relevantes para que se possam tomar as melhores decisões. Os gestores são responsáveis por decidir quais são as informações necessárias para gerir o negócio da melhor forma, e devem ter consciência de que não é uma responsabilidade das equipas de TI mas sim uma responsabilidade de todos os líderes.

Dar prioridade à segurança

Ainda existe alguma desconfiança relativamente à utilização de sistemas de tratamento da informação em tempo real, por receio de fugas de informação. Cada vez mais, estas soluções de gestão do negócio em tempo real dão importância à segurança, garantindo que nenhuma informação se perde nem é passada para o exterior. Tornar os sistemas invioláveis é sempre um desafio para as equipas de TI, devido à rápida evolução tecnológica que assistimos nos dias de hoje.

Rápida evolução tecnológica

Nos dias que correm, a tecnologia evolui a uma velocidade alucinante, o que faz com que as equipas de TI enfrentem constantemente o desafio de estarem atualizadas. Muitas vezes, devido a uma atualização de um sistema ou uma mudança num software, existem recursos que se tornam obsoletos ou que não conseguem funcionar nas novas condições. Os softwares de tratamento da informação em tempo real devem estar constantemente a par do que se passa no mundo da tecnologia, para não correrem o risco de enfrentarem bugs que podem por em causa toda a gestão de um negócio.

Veracidade e fiabilidade

Os sistemas de gestão da informação em tempo real enfrentam o desafio de apresentar dados reais e isentos de erros. Este é um desafio sempre presente, pois como os sistemas de gestão de informação em tempo real englobam informações oriundas de diversas fontes, a probabilidade de erro é maior. No entanto, cada vez mais os sistemas são infalíveis, aumentando assim a confiança de quem os utiliza no dia a dia.

Adaptabilidade

Hoje em dia, podemos aceder à Internet em qualquer lugar e a qualquer momento e os telemóveis estão preparados para realizar tarefas que há uns anos só era possível serem realizadas num computador. Por isso mesmo, a necessidade de receber atualizações sobre o negócio nos dispositivos móveis é maior. Os sistemas de gestão de informação em tempo real devem estar preparados para poderem ser utilizados em qualquer dispositivo móvel, pois isso vai aumentar o interesse sobre o produto e aumentar também a eficiência de quem utiliza estes sistemas.

A gestão eficiente da informação e a capacidade de resolver os problemas antes de terem efeitos práticos constituem um ponto crítico para as empresas. Através da utilização de sistemas de gestão da informação em tempo real é possível ter um acompanhamento mais assertivo e global de todo o negócio. Os desafios de gerir a informação irão sempre estar presentes, mas devido à evolução tecnológica, cada vez se torna mais simples acompanhar o negócio ao minuto.

Porque é que as pequenas e médias empresas devem investir num sistema de gestão?

Porque é que as pequenas e médias empresas devem investir num sistema de gestão?

Posted on Leave a commentPosted in Soluções de Gestão

Saiba porque é que as pequenas e médias empresas devem investir em software de gestão

Nem sempre os gestores das pequenas e médias empresas conseguem lidar com a parte burocrática do negócio e nesses casos a melhor solução é investir em sistemas de gestão pois isso vai melhorar o fluxo das operações. Um sistema integrado de gestão automatiza processos, contribui para a redução de erros administrativos, gera informações importantes para as operações da empresa e tem um peso significativo para a tomada de decisões. Apresentamos neste artigo as principais razões pelas quais as pequenas e médias empresas devem investir num sistema de gestão.

Maior controlo sobre os processos

Os sistemas de gestão centralizam as informações de todos os processos oriundos dos diferentes departamentos num só local. Deste modo, existe um maior controlo sobre tudo o que acontece na empresa e não existe a necessidade de pesquisar informação em diferentes fontes de dados.

Flexibilidade

As pequenas e médias empresas têm uma maior facilidade de adaptação às necessidades do mercado e às condições impostas pelos potenciais clientes. Os sistemas de gestão permitem fazer as adequações necessárias para manter a flexibilidade do negócio.

Aumento das vendas

Quando as empresas utilizam ficheiros em Excel para controlar o orçamento, a probabilidade de esquecimento de atualização do ficheiro é bastante elevada. Um sistema de gestão possui mecanismos de verificação automática, eliminando estes esquecimentos. O sistema emite diariamente relatórios das propostas e em que estado se encontram, para que seja possível aplicar ações corretivas.

Evitar situações descontroladas

O aumento do volume de transações e uma gestão inadequada associada pode levar a um descontrolo total, chegando à fase de colapso operacional. Com um sistema de gestão, as ações são controladas e atempadamente se podem tomar ações para evitar situações extremas.

Maior fluidez nos processos

No processo manual é necessário seguir uma série de passos até fechar uma venda no sistema informático. Ao utilizar um sistema de gestão, tudo é feito de modo automático e sincronizado, conferindo uma maior fluidez aos processos e eliminando o tempo despendido no processo.

Ter um sistema de gestão adequado é um passo essencial para gerir um negócio de forma eficaz objetiva. Quando for altura de escolher o sistema de gestão para a sua empresa tenha em conta que este deve ser atualizado com alguma frequência para não correr o risco de ficar rapidamente obsoleto. Com um sistema de gestão a funcionar corretamente, todas as informações do seu negócio estarão disponíveis de modo rápido e fácil de consultar!

Como usar a Cloud para ter uma gestão mais eficiente

Como usar a Cloud para ter uma gestão mais eficiente

Posted on Leave a commentPosted in Soluções de Gestão

Saiba como tirar o máximo proveito da Cloud

Cloud Computing é um modelo que possibilita o acesso total, através da rede, a um conjunto de recursos de computação partilhados (redes, datacenters, armazenamento, serviços, aplicações, entre outros), que podem ser rapidamente disponibilizados, com esforço mínimo e sem interação com o fornecedor. Neste artigo, apresentamos-lhe 5 dicas para que possa aproveitar a Cloud da melhor forma.

Trabalhar de forma social

Um número cada vez maior de empresas tem já uma visão avançada e elevam a colaboração a outro nível, através da utilização do Microsoft OneNote como um documento central e partilhado onde podem compartilhar todas as informações do projeto. O OneNote sincroniza a cada 5 segundos e guarda automaticamente as novas atualizações. A Yammer conecta os funcionários remotamente e aumenta a sua colaboração, e consequentemente a eficiência da equipa.

Futuro Móvel

A tecnologia móvel multiplica-se 5 vezes mais rápido do que a população mundial. Graças à Cloud, vai ser possível visualizar e editar todos os documentos do Office 2016, através de qualquer dispositivo móvel. Isso faz com que a eficiência das empresas seja cada vez maior, uma vez que já não é necessário esperar por chegar ao escritório para fazer alterações em documentos importantes.

Sincronizar o negócio

É difícil encontrar um negócio nos dias de hoje, que tenha um horário fixo das 9h às 17h. Atualmente, as empresas são mais flexíveis relativamente a horários e devido à utilização da Cloud e da tecnologia móvel é possível trabalhar a partir de qualquer local e em qualquer momento. O armazenamento na Cloud sincroniza informações entre diferentes dispositivos, para que todos estejam possam trabalhar na versão mais atualizada de um determinado documento, independentemente do dispositivo que estejam a utilizar e do local em que estão. A Cloud garante segurança de alto nível e privacidade.

Simplificando as reuniões

As reuniões são uma parte importante de qualquer negócio, proporcionando uma valiosa oportunidade para as pessoas discutirem, colaborarem e criar estratégias. No entanto, existem muitas reuniões que não são produtivas.  As novas ferramentas de comunicação e colaboração como o Skype for Business tornam mais fácil a realização de reuniões que são mais eficientes e produtivas e não exigem que se espere que todos intervenientes estejam no mesmo local.

Documentos partilhados por todos os elementos

Os mercados atuais movem-se rapidamente e muitas vezes para acompanhar o seu ritmo, os colaboradores de uma empresa precisam de trabalhar em simultâneo nos mesmos documentos, tais como relatório de vendas, planos de marketing, entre outros. A colaboração de recursos de produtividade como o Office 2016 e o Office Online, torna possível que uma equipa edite documentos ao mesmo tempo. Estes recursos são suportados pela Cloud e, portanto, são guardados automaticamente, havendo sempre possibilidade de consultar o histórico de alterações feitas.

O presente já é móvel e é expectável que esta seja uma tendência em constante crescimento. Trabalhar na Cloud não só garante uma melhor colaboração entre todos os elementos de uma equipa como ajuda a reduzir custos e aumenta a produtividade.

10 KPI's que todos os gestores necessitam

10 KPI’s que todos os gestores necessitam

Posted on Leave a commentPosted in Soluções de Gestão

Conheça os KPI’s essenciais para o seu negócio

KPI significa Key Performance Indicator, isto é, indicador-chave de desempenho. Os KPI’s têm uma importância vital para as empresas pois medem o desempenho dos processos e com a análise da informação recolhida trabalham no sentido de melhorar as ações futuras. Existem inúmeros indicadores de desempenho numa empresa e a sua definição depende sempre da área de atividade. Contudo, existem fatores transversais a todas as atividades e neste artigo destacamos os 10 mais importantes.

Lucro Líquido

É um dos valores mais importantes para qualquer empresa. Chegamos a este valor depois de somar todo o volume de faturação e deduzir os custos e as despesas.

Margem de Lucro Líquida

A margem de lucro representa o que a empresa planeia lucrar como retorno do que foi investido. Além de fazer o cálculo do lucro líquido para obter a margem de lucro líquida, as empresas devem estipular um valor que esteja de acordo com aquilo que o mercado está disposto a pagar pelo seu produto. Se a expetativa dos lucros estiverem muito acima do normal pode haver problemas relativamente a planeamentos futuros.

EBITDA

EBITDA significa Earning Before Interest, Taxes Depreciation and Amortization e é uma forma de calcular quanto uma empresa gera de recursos apenas com a sua operação, ou seja, antes de subtrair o valor dos impostos. A fórmula para alcançar o EBITDA é Lucro Operacional Líquido + Depreciação + Amortização. Este é um valor muito importante para as empresas que procuram investidores e serve como ponto comparativo com outras empresas do mesmo setor.

ROI

ROI significa return on investment e é o retorno do investimento feito. Este valor é o resultado adquirido com o investimento feito. É um KPI muito importante para manter a saúde financeira da empresa.

Market Share

O market share significa a participação de uma empresa no mercado em que se encontra. Este valor pode ser encontrado através de medição de faturação, quantidade de clientes, entre outros.

Custo por Lead

Este é um valor bastante utilizado no mundo digital, que cada vez mais ganha peso no mundo dos negócios. O custo por lead é composto pela soma dos gastos com ações de marketing divididos pelos leads gerados através destas ações.

Customer Lifetime Value

Esta métrica procura definir o lucro que uma empresa poderá ter. O CLV representa o valor total obtido com um determinado cliente dentro de um determinado período e por quanto tempo ele ainda poderá ser cliente.

Liquidez

A liquidez é a capacidade de transformar um ativo em dinheiro. Quanto mais rápida for essa a conversão, mais liquido um ativo é. Este indicador avalia a capacidade que a empresa tem para pagar a colaboradores e fornecedores.

Índice de in adimplência

Controlar as contas a receber é fundamental para que a empresa consiga balancear as suas contas a pagar. Este indicador avalia o que a empresa tem a receber e quanto desse montante está com atrasos ou não foi pago.

Índice de satisfação dos funcionários

É muito importante analisar o estado de satisfação dos colaboradores das empresas. Este indicador deve identificar os principais GAPs de gestão de pessoas e orientar as ações para melhorar a cultura organizacional.

Saber o estado da empresa a cada momento é vital para que se consiga gerir o negócio de forma eficaz e objetiva. O Multipeers permite a análise em tempo real do estado do negócio e fornece KPI’s essenciais para a boa prossecução dos objetivos.

7 Vantagens do uso da análise de dados em tempo real

7 Vantagens do uso da análise de dados em tempo real

Posted on Leave a commentPosted in Soluções de Gestão

Saiba como a análise em tempo real pode ajudar o seu negócio

Num mercado em que a informação é o ativo mais importante das empresas e em que os consumidores acedem de forma cada vez mais rápida a todas as informações de que necessitam, analisar os dados em tempo real representa uma vantagem competitiva muito importante. A quantidade de dados gerada tem aumentado significativamente devido à massificação do uso dos dispositivos móveis e devido à redução dos custos de armazenamento. Existem muitas vantagens associadas ao uso de ferramentas que permitem um acompanhamento real do negócio e neste artigo destacamos algumas!

Ter uma visão completa sobre o cliente

Com a análise em tempo real é possível perceber de imediato qual o meio preferido pelo cliente, qual a necessidade que tem e os problemas que apresenta. Esta informação garante um serviço mais personalizado e de acordo com aquilo que o cliente realmente necessita.

Identificar alterações no imediato

Uma pequena alteração no mercado ou na concorrência pode aumentar ou diminuir a procura por um determinado produto ou serviço. Tendo informação atualizada ao minuto, é possível identificar essa situação sem que ela cause problemas para o negócio. Assim sendo, após a identificação de uma situação menos positiva, por exemplo, é possível adotar medidas corretivas de modo imediato e minimizar assim os eventuais riscos.

Corrigir desvios nos processos operacionais com brevidade

Uma falha no processo de produção pode significar problemas sérios com clientes, fornecedores e parceiros. Acompanhar o processo produtivo em tempo real permite identificar eventuais falhas e a sua respetiva correção, sem deixar que o processo com um problema se arraste até à sua fase final.

Combinação de múltiplas fontes de dados e conteúdos

Com a utilização de um sistema de análise de dados em tempo real é possível agregar num só sistema toda a informação relativa à empresa. Deste modo, o acesso à informação torna-se bastante mais fácil e reduz-se o tempo que anteriormente se gastava a juntar informação oriundas de diversas fontes.

Torna os processos mais ágeis

Como os programas de gestão da informação em tempo real apresentam a informação de forma condensada e já pronta para análise, a necessidade de fazer relatórios extensivos vai acabar por desaparecer. Desse modo, os colaboradores que antes tinham essa responsabilidade vão ficar com mais tempo disponível para outras tarefas, o que certamente contribuirá para um aumento de produtividade.

Redução da probabilidade de errar

O uso de sistemas de análise de dados em tempo real reduz as falhas de comunicação e acelera a consolidação dos dados. Toda a informação da empresa vai estar apenas num local, o que torna os processos de análise mais ágeis e eficazes.

Dados em dispositivos móveis

Praticamente todos os programas de gestão de informação em tempo real apresentam a possibilidade de serem utilizados em dispositivos móveis. Assim sendo, é possível estar numa reunião numa viagem e ter informação real e atualizada sobre o estado do negócio. Isto traduz-se numa redução do tempo necessário para tomar decisões ou resolver situações, pois já não é preciso chegar ao escritório para que se possa agir.

Os negócios acontecem agora e é essencial que as empresas tenham sistemas de gestão que lhes permitam analisar os dados no momento, de modo a que não se perca tempo e consequentemente oportunidades.

6 Tendências de gestão de empresas em 2017

6 Tendências de gestão de empresas em 2017

Posted on Leave a commentPosted in Soluções de Gestão

As principais tendências para 2017

“Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades”. A frase já é antiga e pode ser transportada para a realidade empresarial. A cada novo ano, os gestores são confrontados com novidades e mudanças que alteram completamente a sua forma de gerir. Neste artigo, falamos das tendências de gestão de empresas que vão estar em destaque neste novo ano.

Marketing Digital

Já é uma tendência de gestão de empresas que se tem vindo a manter nos últimos anos e a cada ano que passa a sua importância é maior. O consumidor atual vive online portanto é no mundo digital que temos que apostar para o conseguirmos atingir. Ter um website apelativo e atualizado é fundamental, bem como estar presente nas redes sociais. Cada área de atividade tem as suas especificidades e é preciso estudar bem o comportamento do consumidor antes de decidir em que rede se vai apostar.

Home Office

Não é uma novidade no mundo dos negócios pois devido à massificação do uso da Internet, o número de pessoas que trabalha por conta própria a partir de casa é cada vez maior. No entanto, prevê-se que esta seja uma realidade presente em muitas pequenas, médias e grandes empresas. Hoje em dia é possível consultar informação a partir de qualquer ponto do Mundo, o que ajuda a tornar esta realidade possível.

Softwares de Gestão

No mundo acelerado dos negócios já não é concebível sobreviver apenas com recurso a documentos de Excel ou afins. Softwares andam lado a lado com as tendências de gestão. Hoje em dia, os negócios acontecem a um ritmo muito apressado pelo que é necessário ter informação ao minuto para que se tomem as melhores decisões e para que não se percam oportunidades. Os softwares como o Multipeers, que permitem uma gestão efetiva do negócio em tempo real, serão cada vez mais uma necessidade nas empresas contemporâneas.

Big Data

O número crescente de dados gerados nas empresas é um problema que tem complicado a vida dos gestores e responsáveis de IT nos últimos anos. Big Data é a união do volume total dos dados de uma empresa de forma estruturada ou não. Os dados são encarados atualmente como o ativo mais importante das empresas e a tendência em 2017 é manter-se neste nível. Os dados gerados são cada vez mais importantes para a definição de estratégias e consequente tomada de decisões.

Segurança e privacidade

A nova lei de proteção dos dados divulgada em maio do ano passado veio consciencializar as empresas sobre a necessidade de proteger a privacidade dos dados fornecidos por clientes. A nova lei traz consigo multas bastante avultadas para aqueles que não a cumpram. Assim sendo, em 2017 prevê-se que a segurança dos dados seja uma preocupação constante e cada vez maior por parte dos gestores.

Inclusão da geração Z no mercado de trabalho

A geração Z é composta por todos os jovens que nasceram a partir da segunda metade da década de 90 até ao ano 2010. Estes jovens começam agora a ingressar no mundo laboral e é necessário estar preparado para recebê-los. A geração Z cresceu numa era dominada pela tecnologia e onde a ligação digital entre todos já era uma realidade. Estes jovens terão certamente dificuldades em adaptar-se a ambientes mais tradicionais. A gestão de empresas enfrenta o desafio de eliminar, ou pelo menos minimizar, o conflito entre gerações.

Os desafios para os gestores são uma constante e acreditamos que no seu dia-a-dia surgem sempre barreiras a ultrapassar. No entanto, acreditamos que estas são as tendências de gestão para 2017 e os gestores devem estar atentos aos tópicos apresentados!

 

5 Aplicações da Internet das Coisas no mundo da Indústria

5 Aplicações da Internet das Coisas no mundo da Indústria

Posted on Leave a commentPosted in Soluções de Gestão

As principais aplicações da Internet das Coisas na Indústria

A Internet das Coisas descreve um cenário em que variados objetos utilizados no quotidiano estão ligados à Internet. Atualmente, cada vez mais objetos se encontram ligados à Internet. No início desta era digital, apenas era possível conectar smartphones e tablets. No entanto, nos últimos anos temos assistido a uma revolução nesta área e atualmente já é possível conectar consolas de jogos, televisões e câmaras de vigilância à rede. As aplicações da Internet das Coisas tem uma visão que vai ainda mais além disto.

Este novo conceito propõe que conectemos diversos objetos à rede, não com o intuito de criar um novo meio de consultar informação na Internet mas sim com a finalidade de tornar os objetos mais eficientes. Pensemos no exemplo de um frigorífico. Com a definição da Internet das Coisas, o objeto teria a capacidade de nos informar quando o prazo de validade de um alimento está a chegar ao fim. No caso de um termostato, este objeto seria capaz de pesquisar as condições climáticas da zona onde se encontra para definir as condições ideais para o ar condicionado.
De acordo com o Gartner, em 2020 existirão 20,8 milhões de dispositivos interconectados, sem contar com os computadores e dispositivos móveis. Estima-se que em 2020 existirão 7,3 milhões de pessoas no planeta, o que significa que em média cada habitante da Terra terá cerca de três objetos conectados à rede. A nível da indústria, existem variadíssimas aplicações da Internet das Coisas, das quais destacamos as 5 mais importantes.

Produção
Com as aplicações da Internet das Coisas na fase de produção é possível identificar problemas que possam ter impacto no resultado final e comprometer a sua qualidade. Assim é possível implementar ações de correção e aumentar a eficiência e produtividade das máquinas.

Serviços de Manutenção
Ao ter informação detalhada e atualizada sobre o desgaste dos produtos é possível reduzir os custos de manutenção. Esta funcionalidade permite identificar defeitos ou falhas, evitando a avaria dos produtos e os custos associados. Os sensores são capazes de detetar vibrações ou temperaturas anormais e recomendar uma manutenção preventiva.

Engenharia
A monitorização do funcionamento das máquinas e a sua configuração contribui para definir ajustes no processo de produção, incluindo ao nível das matérias-primas.

Logística
Os sensores conectados contribuem para uma maior agilidade ao longo de toda a cadeia de distribuição. A informação em tempo real permite saber onde se encontra um determinado lote e se existiu alguma anomalia ao longo do processo de transporte. Os sensores contribuem também para implementar melhorias nos processos futuros, contribuindo para redução de custos e aumento de eficiência.

Gestão de frotas
A Internet das Coisas permite monitorizar frotas e otimizar velocidades, consumos, estado da viatura, entre outros indicadores.
A Internet das Coisas pode aplicar-se virtualmente a tudo e é colocada pela Gartner no mix das cinco tecnologias digitais que a maioria das empresas terá incluído nas suas plataformas nos próximos anos. Este é mais um conceito que mostra a importância de ter informação em tempo real. Cada vez as pessoas necessitam de estar constantemente atualizadas e isso contribui para melhorias nos processos industriais.

Saiba o que é Business Activity Monitoring e para que serve

Saiba o que é Business Activity Monitoring e para que serve

Posted on Leave a commentPosted in Soluções de Gestão

Tudo o que precisa de saber sobre business activity monitoring

Business Activity Monitoring (BAM) permite o acesso em tempo real aos indicadores de atividade críticos para o negócio. BAM analisa a informação, reporta e emite alertas relacionados com eventos importantes e relevantes para o bom funcionamento do negócio. O principal objetivo deste conceito é permitir que se tomem decisões rápidas e efetivas para o negócio.

As fontes de informação que alimentam o BAM são principalmente os eventos gerados pelas aplicações do negócio. Implementar este conceito significa lidar com a complexidade de recolha de eventos de múltiplas aplicações. Com uma ferramenta BAM é possível monitorizar processos acompanhando as suas etapas e identificando problemas atempadamente, agregar dados provenientes de diversos sistemas, processar eventos complexos e obter informações de contexto.

Por norma, as ferramentas de business activity monitoring são oferecidas em contexto Web, de modo a facilitar o acesso. Estas ferramentas disponibilizam uma interface gráfica para exibir os diversos dados do negócio, normalmente em forma de dashboard. Um dashboard é o conjunto de uma série de gráficos visualizados de forma conjunta, em que cada gráfico pode apresentar-se sob um formato diferente (barras, redondo, entre outros) e em que cada um apresenta um indicador diferente sobre o negócio.

A arquitetura de um produto BAM é variável de acordo com a ferramenta. No entanto, a estrutura utilizada normalmente é a seguinte:
• Interface de desenvolvimento: permite o desenvolvimento dos gráficos pelos desenvolvedores e a definição dos dados pelos arquitetos;
• Interface de apresentação: interface dos usuários finais com a ferramenta, permitindo a visualização dos dashboards;
• Bases de dados: repositório das informações que são exibidas na camada de apresentação do BAM. Os dados exibidos no BAM tem origem noutros sistemas (ex: BPMS, ERP, Banco de Dados, etc) mas as ferramentas de BAM normalmente possuem uma base de dados própria para armazenamento destas informações, diminuindo a necessidade de procurar as informações a cada momento nos sistemas de origem;
• Camada de integração: camada que permite a integração da ferramenta de BAM com outros sistemas e fontes de dados;
• Interface de administração: responsável pela definição de usuários e perfis/restrições de acesso, bem como integrações com repositórios de usuários existentes;
• Monitoramento de Alertas/Ações: responsável por verificar a alteração e desvio dos valores dos indicadores e disparar ações de tratamento (ex: envio de e-mail ou SMS de alerta).

Uma ferramenta Business Activity Monitoring não é fonte de dados pois apenas compila e exibe dados provenientes de outros sistemas ou fontes de dados. A boa utilização de um sistema BAM depende da correta definição de indicadores importantes para a análise constante do negócio.
Utilizar um sistema BAM vai permitir que consiga saber em tempo útil o que de importante se passa na sua empresa, sem ter que procurar a informação em diversos locais, pois estas ferramentas são capazes de consolidar toda a informação e de a apresentar de modo prático e fácil de entender.

O Multipeers é uma ferramenta BAM que permite ter todas as informações de negócios enviadas para o utilizador sempre e quando algo de importante acontece, mesmo quando não se encontra no seu posto de trabalho. Além da garantia de que a informação atualizada está sempre disponível, esta é-lhe também entregue de uma forma graficamente limpa e interativa, permitindo analisar e tomar ações de forma imediata, melhorando assim o desempenho individual e, consequentemente, aumentando a eficiência da organização.