Saiba como a Internet das Coisas vai influenciar o seu negócio

Saiba como a Internet das Coisas vai influenciar o seu negócio

Posted on Leave a commentPosted in Internet e Marketing

A Internet das Coisas descreve um cenário em que variados objetos utilizados no quotidiano estão ligados à Internet. Atualmente, cada vez mais objetos se encontram ligados à Web. No início desta era digital, apenas era possível conectar smartphones e tablets e, no entanto, nos últimos anos temos assistido a uma revolução nesta área e atualmente já é possível conectar consolas de jogos, televisões e câmaras de vigilância à rede. As aplicações da Internet das Coisas têm uma visão que vai ainda mais além disto e vai afetar largamente os negócios. Hoje vamos falar sobre os principais impactos da Internet das Coisas nos negócios!

Serviço inteligente

A Internet das Coisas pode facilitar muito o serviço de atendimento para o cliente. Hoje em dia, graças a esta tecnologia, já é possível sermos avisados que um item dentro de um frigorífico ou de uma arca se encontra perto do fim do prazo de validade. Isto é uma enorme vantagem para as empresas que vendem produtos congelados, como os hipermercados.

Marketing em tempo real

Com a Internet das Coisas é possível recolher dados reais e atualizados sobre os consumidores em tempo real, antecipando as suas necessidades e criando estratégias e campanhas que as satisfaçam. A recolha de dados em tempo real é bastante mais eficaz do que estudos de mercado exaustivos e muda toda a forma de trabalhar no mundo empresarial, transformando as empresas em organismos proativos e não puramente reativos.

Manutenção do equipamento

A Internet das Coisas pode ser usada para transmitir informação sobre o desgaste dos equipamentos de uma empresa, ajudando assim nas questões de manutenção. É possível também reconhecer falhas no início dos processos produtivos, o que permite que o problema seja reparado de imediato, prevenindo complicações mais sérias no futuro e evitando perdas de lucro.

Logística

A conexão dos equipamentos de logística com a Internet das Coisas contribui para que as empresas aumentem a sua eficiência no atendimento ao cliente, além de que é possível também fazer entregas mais rapidamente e aumentar assim a satisfação do cliente. Todo o negócio consegue ser acompanhado em tempo real e todas as informações se encontram conectadas entre si.

Aplicação no Data Center

Nas indústrias, a Internet das Coisas revela-se muito útil pois é possível medir a temperatura e os níveis de humidade. Os sensores são integrados com ferramentas de monitorização de redes e sistemas e, caso os valores estipulados sejam ultrapassados são gerados alertas para a tomada de ações corretivas.

A Internet das Coisas vai crescer muito nos próximos anos. Um estudo da Gartner estima que haverá 8,4 mil milhões de dispositivos conectados até ao final de 2017. As empresas devem tirar o máximo partido das tecnologias, aplicando-as em prol da sua eficiência e da satisfação do cliente.

4 Mitos sobre a gestão da informação

4 Mitos sobre a gestão da informação

Posted on Leave a commentPosted in Internet e Marketing

Mitos sobre a gestão da informação

Gerir a informação e os dados nas empresas é uma das principais preocupações dos gestores e é um tema que tem estado cada vez em voga. As ameaças à segurança da informação aparecem cada vez mais em maior número e das mais variadas formas e é difícil conseguir gerir todos os dados das empresas de forma segura e eficaz. Neste artigo, vamos desmistificar 4 ideias generalizadas sobre a gestão da informação que o vão ajudar a gerir melhor os dados da sua empresa!

Mito: já não é possível garantir a segurança dos dados

Os ataques informáticos estão a aumentar e cada vez existe mais variedade nas formas de ataque. Contudo, é possível reformular as estratégias de segurança da informação e alterar algumas rotinas: verificar o antivírus com regularidade, alterar passwords com frequência e escolher bons serviços Cloud são algumas dicas para garantir maior segurança da informação interna.

Mito: não é possível prevenir, apenas reagir

A ameaça mais frequente atualmente é o chamado ransonware. Neste ataque, os hackers roubam dados e pedem resgate em BitCoins para devolvê-los à empresa. Este ataque ocorre através do envio de um email para um colaborador da empresa que o abre sem se aperceber que é uma ameaça. Automaticamente é feito um download de malware para o computador. Ou seja, isto mostra-nos que investir na formação dos colaboradores é essencial para que estes erros não se cometam. Fazer campanhas de sensibilização para a importância da segurança da informação é uma forma de prevenção.

Mito: basta atualizar os sistemas para garantir a proteção

Na verdade, uma atualização do sistema pode significar uma ameaça ainda maior para a segurança dos dados. É essencial que as empresas testem as atualizações em ambientes próprios para o efeito antes de partir para a atualização efetiva do sistema. Assim conseguem-se detetar ameaças e eliminar vulnerabilidades da atualização.

Mito: a gestão da informação apenas diz respeito aos gestores de TI

Numa organização é fundamental que todos os colaboradores estejam comprometidos com a questão da segurança. É por isso que as campanhas de sensibilização para este tema são tão importantes. A responsabilidade de proteger os dados confidenciais das empresas é de todos que lá trabalham. Além disso, quantos mais dados os gestores reunirem mais confiança terão na hora de tomar decisões. O Big Data e a análise dos dados em tempo real são duas tendências em crescimento e estão a mudar a forma como gerimos a informação empresarial.

Proteger a informação da sua empresa é fundamental para que possa garantir que nenhuma informação confidencial é passada para o exterior. A prevenção e formação juntos dos colaboradores é o ponto-chave para garantir que os dados se encontram protegidos e seguros. Produtos como o Datapeers são cada vez mais necessários na realidade empresarial atual pois permitem proteger a informação e garantem o cumprimento das normas do novo regulamento de proteção dos dados, a entrar em vigor em maio de 2018 na União Europeia.

5 Tendências de Marketing Digital que influenciam a gestão

Posted on Leave a commentPosted in Internet e Marketing

Conheça as tendências de marketing digital que mais influenciam a gestão

A evolução da tecnologia criou novas formas de consumo e o mercado tem-se adaptado a uma nova forma de se relacionar com os potenciais e atuais clientes. Isto fez com que o marketing digital ganhasse um papel de grande destaque nas empresas atualmente. Hoje em dia, tudo acontece a uma velocidade estonteante e as mudanças ocorrem com elevada frequência. As empresas precisam de agir proativamente e necessitam de estar a par das tendências para conseguirem acompanhar o mercado e a concorrência com eficácia. Apresentamos-lhe neste artigo 5 tendências de marketing digital que influenciam a gestão!

Links Patrocinados

O Google e o Facebook são os dois gigantes nesta guerra. Criar anúncios nestas duas plataformas é uma tendência cada vez mais evidente. O Google Adwords e o Facebook permitem criar anúncios cada vez mais segmentados, o que facilita muito a comunicação das empresas com os potenciais clientes. O alcance das publicações das páginas no Facebook é cada vez mais reduzido, o que nos indica claramente que o Facebook quer apostar e privilegiar as páginas que patrocinam publicações. A nível do Google Adwords assistimos a anúncios cada vez mais segmentados e sofisticados, o que nos mostra que o grande gigante das pesquisas na Internet está constantemente a investir e a inovar os seus serviços.

Foco no cliente

Mais do que nunca o foco deve estar centrado no cliente e na resolução das suas necessidades. O uso massivo das redes sociais privilegia o contacto das empresas com os potenciais clientes e permite que se crie conteúdo de acordo com as suas necessidades e preferências. Oferecer uma boa experiência de compra e um bom serviço pós-venda é essencial para que fidelizar o cliente. As empresas devem ter em consideração que hoje em dia é muito fácil para um cliente insatisfeito espalhar uma mensagem negativa sobre um determinado produto ou serviço, pelo que devem maximizar todos os seus esforços para agrada-lo. As marcas devem ter o cuidado de monitorizar em tempo real tudo o que se diz elas no mundo digital, para que possam responder em tempo útil com ações adequadas. Softwares como o Multipeers permitem que se analise toda a informação do negócio ao minuto e são cada vez mais essenciais no mundo dos negócios atual.

Big Data

O grande volume de dados com o qual as empresas têm que lidar todos os dias é uma das principais preocupações do momento. Os dados são informação e mais do que nunca ter informação é ter poder para decidir de forma consciente. As ferramentas de análise como o Google Analytics devem ser utilizadas de modo a obter os principais insights sobre a presença digital das empresas. Deste modo, as empresas conseguem reestruturar e adaptar a sua presença na web de acordo com o seu desempenho.

Predominância do mobile

O acesso à internet através de dispositivos móveis já ultrapassou os acessos em desktop e a tendência é continuar a subir nos próximos tempos. Os próprios motores de busca já se adaptaram a esta nova realidade e privilegiam os websites que são mobile-friendly. As empresas devem incluir na sua estratégia de marketing digital um espaço para tornarem os seus websites cada vez mais responsivos. O uso massificado de dispositivos móveis para aceder à Internet também potencia o acesso às diversas redes sociais. Atualmente o consumidor não vai à Internet: ele vive online.

Remarketing

Este novo conceito estimula o regresso de um cliente para terminar uma compra que iniciou e é uma das principais tendências na área do e-commerce. O remarketing aumenta a conversão de leads e a aproximação com o cliente. O grande é objetivo é reconquistar o lead e apresentar-lhe conteúdo de acordo com as suas necessidades até que ele efetue a compra.

O marketing digital é sem dúvida uma grande tendência do mundo dos negócios e as empresas devem investir em ter uma presença digital positiva. Conteúdo interessante, sites “amigos” dos dispositivos móveis e foco total no cliente são armas indispensáveis para vencer nos dias de hoje!

7 KPI’s obrigatórios para gestores de marketing

7 KPI’s obrigatórios para gestores de marketing

Posted on Leave a commentPosted in Internet e Marketing

Conheça os KPI’s mais importantes para medir os seus resultados de marketing

Medir resultados de marketing digital é obrigatório se quiser identificar as áreas que precisam de melhorias e se quiser ter um bom desempenho. Ao analisar frequentemente os seus resultados de marketing, terá uma visão mais global sobre o negócio e conseguirá tomar decisões mais conscientes. O mundo do marketing é extremamente vasto e nem sempre é fácil saber quais os indicadores mais importantes para o negócio. Neste artigo apresentamos-lhe 7 KPI’s digitais obrigatórios para gestores de marketing!

Número de visitas ao website

Esta métrica é essencial e mostra quantas visitas teve no website num determinado período. É importante não confundir esta métrica com o número de pessoas que visitaram o site: este valor diz-nos quantas visitas os utilizadores fizeram ao seu site, podendo uma mesma pessoa ter entrado 10 ou mais vezes no site. Este indicador é fundamental para o sucesso do funil de vendas pois quantas mais visitas tiver, maior será a probabilidade de gerar leads e vendas. Pode encontrar este valor facilmente no painel do Google Analytics.

Número de visitas orgânicas

Dentro do número de visitas ao website, destaca-se o número de visitas orgânicas. As visitas orgânicas são aquelas que chegam ao seu site através de pesquisa no motor de busca. As pessoas conseguem chegar ao seu site pois ele apareceu nos resultados quando houve uma pesquisa por uma determinada palavra-chave. Assim, quanto mais visitas orgânicas tiver, melhor posicionado o seu site estará. Isso significa também que as palavras-chave que está a utilizar são as adequadas ao seu negócio e aquelas que o seu público-alvo utiliza.

Taxa de Conversão

Ter muitas visitas no website é muito importante e significa que o nosso site está com um bom desempenho e está a aparecer nos motores de busca. Contudo, não basta que o visitante navegue pelo site e saia sem deixar um contacto ou sem comprar alguma coisa. A taxa de conversão relaciona o número de visitantes ao website com o número de visitantes que efetivam uma compra. É um indicador muito importante pois permite-nos perceber se o nosso site está realmente intuitivo e se incentiva de modo claro à compra.

ROI

ROI significa return on investment e mede o resultado final de um investimento: relaciona todas as despesas envolvidas numa ação com os lucros obtidos graças a essa mesma ação. A fórmula para o cálculo do ROI é a seguinte: ROI = Lucro Líquido (Lucro total do Investimento – Custo do total Investimento) / Custo do Investimento. Se o ROI for superior a zero, significa que o investimento foi positivo para a empresa. Se tiver valores negativos, houve prejuízo.

Custo por lead

Este valor mostra-nos quanto custa à empresa adquirir um lead. Obtemos o valor após dividir a quantidade de dinheiro investida no marketing digital pelo número de leads gerados. Estudos referem que o custo por lead gerado através do marketing digital é cerca de 61% mais baixo do que os leads gerados pelo marketing tradicional. Saber quanto nos custa gerar um lead é essencial para que possamos redistribuir os investimentos e melhorar os resultados.

Visitas geradas pelas redes sociais

Se a sua empresa aposta na comunicação através das redes sociais, deve medir sempre o impacto que isso tem para o seu website e para o seu negócio. Não adianta colocar bom material nos perfis da empresa se depois isso não se traduz em visitas e em vendas. Semanalmente deve medir quantas visitas teve a partir de cada rede social e deve investir mais naquelas que mais visitas geram pelo website. Se uma rede social não gera qualquer visita, deve ponderar se vale a pena continuar a investir tempo nessa rede.

Taxa de rejeição

A taxa de rejeição mostra-nos a percentagem de visitantes que estiveram apenas numa página do seu site. Quanto maior for esta taxa, pior será para si pois significa que houve muitos visitantes a desistir rapidamente de navegar pelo seu site. Isto pode significar que o seu site está pouco apelativo ou que tem informação pouco relevante. Sempre que este valor for muito alto, deve investir tempo em melhorar o website. Caso contrário poderá perder muitas oportunidades de negócio.

Cada vez mais é essencial acompanhar em tempo real o estado do negócio e a situação de marketing da empresa. O marketing tem vindo a ganhar uma maior importância no mundo empresarial devido à grande competitividade que existe hoje em dia nos mercados.  Quer saber como pode acompanhar o seu negócio em tempo real? Conheça hoje mesmo o Multipeers!

Geração C

Geração C: tudo o que precisa de saber sobre os novos consumidores

Posted on Leave a commentPosted in Internet e Marketing

Conheça a geração C e saiba como captar a sua atenção

A Geração C tem o poder do consumo nos dias de hoje. O C está relacionado com a palavra conectados pois é assim que a maior parte de nós vive: conectados à rede. Os novos consumidores vivem online e as empresas que querem sobreviver no mercado competitivo de hoje em dia, devem manter uma presença online forte. Neste artigo mostramos-lhe tudo o que deve saber sobre este novo tipo de consumidores para os conseguir conquistar e fidelizar!

Consumidores controladores

Os novos consumidores, devido à multiplicidade de meios disponíveis, gostam de controlar todos os processos. Com uma simples pesquisa no Google conseguem aceder a milhares de resultados e gostam de sentir que têm o poder de escolher que produto ou serviço vão comprar. São bastante seletivos e exigentes e gostam de comparar preços e leem reviews escritas pelos outros consumidores. Pode-se dizer que são bastante influenciáveis pelo que veem no mundo online.

Amor pelas redes sociais

Estes novos consumidores gostam de pertencer a uma comunidade e partilham o seu dia-a-dia nas redes sociais. Muitas vezes partilham opiniões sobre um determinado produto ou serviço e esse produto ou serviço ganha um grande alcance junto da rede da pessoa que partilhou. Os novos consumidores gostam também de fazer parte de comunidades online pois assim sentem que pertencem a algo.

Gostam de conteúdos originais

A Geração C tem um acesso fácil ao conteúdo e gostam de acompanhar páginas na Internet que criem conteúdo relevante e original. São consumidores criativos devido aos estímulos a que estão sujeitos todos os dias e quando encontram um conteúdo interessante gostam de o partilhar com a sua rede. As empresas que querem captar a atenção destes consumidores devem investir em materiais promocionais criativos, originais e diferenciadores.

Colocam televisão e rádio de lado

Os novos consumidores são muito mais adeptos de computadores e telemóveis do que televisão e rádio. Será inútil tentar captar a atenção deles através destes dois últimos meios. Mesmo quando estão a ver televisão ou a ouvir rádio, na maior parte das vezes continuam “presos” a um telemóvel ou a um tablet, estando a sua atenção completamente dispersa.

Seguem as modas

Todas as gerações seguiam modas mas a Geração C está num nível completamente superior. Basta um produto (por exemplo um filme ou livro) estar na moda para que todos os consumidores desta nova geração o queiram adquirir também. Assiste-se assim a um consumo em massa impulsionado pelas redes sociais e comentários online.

A nova geração de consumidores torna o mercado ainda mais acelerado e as mudanças acontecem a um ritmo impressionante. Assim, estar a par de todas as alterações é fundamental para conseguir sobreviver e marcar a diferença no mercado. Um software que permite acompanhar toda a informação da empresa em tempo real ajuda os gestores a tomarem as decisões mais acertadas para o negócio.

Google

Ferramentas Google que irão ajudar o seu negócio

Posted on Leave a commentPosted in Internet e Marketing

Saiba como o Google o pode ajudar com o seu negócio

O Google é o maior gigante da Internet e quem trabalhar com tecnologia já não consegue viver sem ele. O termo “googlar” (procurar informação sobre algo no motor de busca) faz parte do nosso dia-a-dia, mas o Google é muito mais que um motor de busca: é uma poderosa ferramenta capaz de o ajudar no seu negócio. Neste artigo apresentamos ferramentas gratuitas que o ajudarão a ter dias mais eficazes e produtivos!

Google My Business

Ferramentas Google que irão ajudar o seu negócio

O Google My Business presta informações muito úteis sobre um negócio, como morada, telefone e horário de funcionamento. Permite ainda que com apenas um clique possa ligar para a empresa. Esta é uma ferramenta gratuita e pode inserir lá toda a informação sobre a sua empresa. Funciona muito bem a nível local e é especialmente indicada para pequenos negócios. Através desta ferramenta pode ter direções de condução até à empresa e pedir para que seja a própria empresa a entrar em contacto consigo.

Google PageSpeed Insights

Ferramentas Google

Esta ferramenta online e gratuita permite-lhe verificar a velocidade com que o conteúdo do seu site é carregado. Além de indicar a velocidade a que o site é carregado, o Google PageSpeed Insights também lhe dá dicas de melhoria, para que consiga otimizar ao máximo o tempo de carregamento do website. É importante ter em conta que a velocidade de um website é um dos fatores mais importantes para ter um bom posicionamento no Google. Nos dias de hoje, o consumidor é muito apressado e não vai ter paciência para esperar que o seu site carregue e o mais certo é que passe para outro site e perca a oportunidade de ter um novo cliente.

Google Trends

Feramentas Google: Trends

É uma das ferramentas mais poderosas mas uma das mais subestimadas. O Google Trends é obrigatório para as empresas que gostam de produzir conteúdo relevante no momento. Esta ferramenta dá-nos informações sobre os temas mais pesquisados no momento, de acordo com a localização geográfica. É bom para o SEO e para o aumento das pesquisas nos sites e blogs. Permite acompanhar em tempo real tudo o que se passa no Mundo.

Google Alerts

Ferramentas Google: Alerts

Esta ferramenta permite que defina alertas para ser informado sempre que alguma menção sobre a sua empresa seja feita por algum site ou blog. É também muito importante para acompanhar a concorrência. Pode e deve definir alertas sobre os seus dois ou três maiores concorrentes de modo a não perder nada daquilo que estão a fazer no momento. Assim estará sempre informado e poderá agir de imediato para não ser ultrapassado pela concorrência.

Google Analytics

Google Analytics

Esta é uma ferramenta obrigatória se pretende ter uma boa presença online. Através do Google Analytics consegue acompanhar os resultados do seu website: número de visitas, visitas orgânicas, visitas vindas das redes sociais, taxa de rejeição, país com mais visitas, entre muitas outras métricas que o ajudarão a compreender o estado em que o seu website se encontra. Com o Google Analytics pode implementar ações para melhorar a performance do seu website e consequentemente vender mais.

Keyword Planner

Google Adwords Keyword Planner

O Keyword Planner está inserido no Google Adwords. O Adwords permite criar anúncios pagos que colocam o site da sua empresa em primeiro lugar. Contudo, o Keyword Planner é gratuito e é uma ferramenta poderosíssima para encontrar as keywords certas para o seu negócio. Esta ferramenta indica-lhe a média de pesquisa mensal sobre uma determinada keyword e além disso ainda lhe diz se tem uma competição alta, média ou baixa. Assim, consegue perceber se a keyword é boa ou má e se vale a pena investir nela no seu website!